Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Economize vai faltar água em Camboriú e Balneário
EBC.
Como pode uma estação de tratamento não ter proteção adequada contra raios?

Sexta, 6/1/2017 7:42.

Três das quatro bombas que enviam água da estação de tratamento para os reservatórios queimaram com a trovoada de ontem à tardinha.

Com isso, a  reservação que é pequena entra em colapso rapidamente e para recuperá-la demora vários dias, dependendo do consumo.

É de se prever que a praia que já tem um bom movimento fique lotada hoje com a chegada de mais turistas.

Agora pela manhã a Emasa informou que duas das três bombas que queimaram foram recuperadas e a terceira deve ficar pronta amanhã.

A expectativa da empresa é que neste sábado o abastecimento volte ao normal.

É preciso cautela porque mesmo com as bombas recuperadas a estabilização do sistema é lenta e se o consumo for alto pode demorar dois ou três dias, por isso é necessário economizar.    

É inaceitável que uma estação de tratamento de água não seja totalmente protegida com uma bateria de para-raios, em especial numa cidade onde é 100% garantido que em todas as temporadas haverá trovoadas de verão e grande quantidade de raios.

Nos últimos anos, sob o governo Edson Piriquito, a Emasa gastou cerca de meio bilhão de reais e parte dessa montanha de dinheiro foi para infra-estrutura elétrica.

É de se suspeitar que a falta de proteção dos equipamentos seja proposital, para que estraguem e gerem lucros para as empresas que se locupletam naquela autarquia municipal.

A deficiência se estendeu também à comunicação com o público. A trovoada foi à tardinha, por volta das 17h e só às 21h23 a prefeitura publicou a informação em seu portal e distribuiu nota à imprensa.

Depois disso, não atualizou qualquer informação até hoje de manhã o que também é inaceitável numa emergência que afetará 300 a 400 mil pessoas.   

Á Águas de Camboriú, que atende o vizinho município, também não se sentiu na obrigação de informar seus consumidores, só distribuiu nota à imprensa hoje, após a publicação desta matéria.   

A última nota distribuída pela Emasa à imprensa foi esta:

A EMASA solicita que a população economize para não faltar água

Atualizado às 9h10

Após a forte chuva que caiu no fim da tarde desta quinta-feira (05), danificando no início da noite três bombas para o abastecimento de água, duas delas já estão operando normalmente e a terceira ainda está em manutenção e deve voltar ao funcionamento neste sábado (7), segundo informou o diretor da Emasa, Carlos Haacke.

Ainda de acordo com o diretor da autarquia, a capacidade de abastecimento e tratamento está voltando ao normal, com metade da capacidade do reservatório já estabelecida. A pressurização para os bairros mais distantes já está sendo normalizada, de forma que o reservatório R1 já acumula 76% da capacidade para abastecimento para a região Central. No R2 ao lado Norte, Nações e Bairro dos Estados, e no reservatório R3 que cobre a Região Sul da cidade e também abastece o Município de Camboriú já está sendo normalizada a capacidade.

Segundo a EMASA, quando há uma queda de pressão no sistema, a água pode voltar de forma turva, devendo normalizar o problema assim que a pressurização da rede volte.

A EMASA pede que a população economize água durante todo o dia de hoje, para que possa ser completado o estoque de reserva d’água do sistema, e o abastecimento não seja comprometido durante o fim de semana, quando a cidade recebe mais visitantes.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Economize vai faltar água em Camboriú e Balneário

EBC.
Como pode uma estação de tratamento não ter proteção adequada contra raios?
Como pode uma estação de tratamento não ter proteção adequada contra raios?
Sexta, 6/1/2017 7:42.

Três das quatro bombas que enviam água da estação de tratamento para os reservatórios queimaram com a trovoada de ontem à tardinha.

Com isso, a  reservação que é pequena entra em colapso rapidamente e para recuperá-la demora vários dias, dependendo do consumo.

É de se prever que a praia que já tem um bom movimento fique lotada hoje com a chegada de mais turistas.

Agora pela manhã a Emasa informou que duas das três bombas que queimaram foram recuperadas e a terceira deve ficar pronta amanhã.

A expectativa da empresa é que neste sábado o abastecimento volte ao normal.

É preciso cautela porque mesmo com as bombas recuperadas a estabilização do sistema é lenta e se o consumo for alto pode demorar dois ou três dias, por isso é necessário economizar.    

É inaceitável que uma estação de tratamento de água não seja totalmente protegida com uma bateria de para-raios, em especial numa cidade onde é 100% garantido que em todas as temporadas haverá trovoadas de verão e grande quantidade de raios.

Nos últimos anos, sob o governo Edson Piriquito, a Emasa gastou cerca de meio bilhão de reais e parte dessa montanha de dinheiro foi para infra-estrutura elétrica.

É de se suspeitar que a falta de proteção dos equipamentos seja proposital, para que estraguem e gerem lucros para as empresas que se locupletam naquela autarquia municipal.

A deficiência se estendeu também à comunicação com o público. A trovoada foi à tardinha, por volta das 17h e só às 21h23 a prefeitura publicou a informação em seu portal e distribuiu nota à imprensa.

Depois disso, não atualizou qualquer informação até hoje de manhã o que também é inaceitável numa emergência que afetará 300 a 400 mil pessoas.   

Á Águas de Camboriú, que atende o vizinho município, também não se sentiu na obrigação de informar seus consumidores, só distribuiu nota à imprensa hoje, após a publicação desta matéria.   

A última nota distribuída pela Emasa à imprensa foi esta:

A EMASA solicita que a população economize para não faltar água

Atualizado às 9h10

Após a forte chuva que caiu no fim da tarde desta quinta-feira (05), danificando no início da noite três bombas para o abastecimento de água, duas delas já estão operando normalmente e a terceira ainda está em manutenção e deve voltar ao funcionamento neste sábado (7), segundo informou o diretor da Emasa, Carlos Haacke.

Ainda de acordo com o diretor da autarquia, a capacidade de abastecimento e tratamento está voltando ao normal, com metade da capacidade do reservatório já estabelecida. A pressurização para os bairros mais distantes já está sendo normalizada, de forma que o reservatório R1 já acumula 76% da capacidade para abastecimento para a região Central. No R2 ao lado Norte, Nações e Bairro dos Estados, e no reservatório R3 que cobre a Região Sul da cidade e também abastece o Município de Camboriú já está sendo normalizada a capacidade.

Segundo a EMASA, quando há uma queda de pressão no sistema, a água pode voltar de forma turva, devendo normalizar o problema assim que a pressurização da rede volte.

A EMASA pede que a população economize água durante todo o dia de hoje, para que possa ser completado o estoque de reserva d’água do sistema, e o abastecimento não seja comprometido durante o fim de semana, quando a cidade recebe mais visitantes.

Publicidade

Publicidade