Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Secretário da Fazenda esclarece sobre limite prudencial da LRF

Quarta, 18/1/2017 8:11.

O secretário da Fazenda de Balneário Camboriú, Wesley Galvão dos Santos esclareceu agora à tarde que se as contas seguirem na trajetória atual o município ultrapassará o Limite Prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal.

A projeção é que os reajustes salariais elevem as despesas com pessoal para 51,7% (o limite é 51,3%) portanto é necessário melhorar as receitas e diminuir as despesas.

Ao final do primeiro quadrimestre, quando os cálculos para o Limite forem feitos, como prevê a legislação, Wesley planeja estar com a despesa de pessoal em 50,5% da receita corrente líquida.

O município já está em risco porque tem um número nessa equação que ele não consegue controlar, a quantidade de contribuintes que quitarão o IPTU à vista em janeiro e fevereiro.

A quantidade sempre é elevada, mas em períodos de crises econômicas a incerteza é maior.

O secretário disse que vai cortar horas extras, evoluir na reforma administrativa e reavaliar as comissões remuneradas.

É um receituário mais ou menos padrão sempre que troca de governo, sem que sucessivas administrações tenham melhorado a produtividade e reduzido o comprometimento da receita com a folha.
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Política

Fabrício Oliveira é acusado de omissão em relação ao loteamento clandestino Vila Fortaleza


Política


Cidade

Devido a declarações falsas, BC Port é alvo de investigação 


Cidade

Vice-prefeito quer estudar o assunto com mais cuidado 


Publicidade


Publicidade


Saúde

Evento é especial para mulheres e inscrições estão abertas


Esportes


Publicidade

Revestimento que já foi sucesso é tendência novamente


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Secretário da Fazenda esclarece sobre limite prudencial da LRF

Quarta, 18/1/2017 8:11.

O secretário da Fazenda de Balneário Camboriú, Wesley Galvão dos Santos esclareceu agora à tarde que se as contas seguirem na trajetória atual o município ultrapassará o Limite Prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal.

A projeção é que os reajustes salariais elevem as despesas com pessoal para 51,7% (o limite é 51,3%) portanto é necessário melhorar as receitas e diminuir as despesas.

Ao final do primeiro quadrimestre, quando os cálculos para o Limite forem feitos, como prevê a legislação, Wesley planeja estar com a despesa de pessoal em 50,5% da receita corrente líquida.

O município já está em risco porque tem um número nessa equação que ele não consegue controlar, a quantidade de contribuintes que quitarão o IPTU à vista em janeiro e fevereiro.

A quantidade sempre é elevada, mas em períodos de crises econômicas a incerteza é maior.

O secretário disse que vai cortar horas extras, evoluir na reforma administrativa e reavaliar as comissões remuneradas.

É um receituário mais ou menos padrão sempre que troca de governo, sem que sucessivas administrações tenham melhorado a produtividade e reduzido o comprometimento da receita com a folha.
 

Publicidade

Publicidade