Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Ar de Balneário Camboriú agora em lata

Segunda, 19/9/2016 8:24.

A Lata de Ar, empresa paranaense especializada em souvenirs nada convencionais, lançou recentemente o ar enlatado das cidades de Balneário Camboriú e Florianópolis, baseada em um estudo das cidades com maior potencial turístico do país.

Apesar de a embalagem trazer apenas "Camboriú", o souvenir se refere a Balneário, tanto que a embalagem anuncia trazer em sua composição um misto de pontos turísticos como de Laranjeiras, Pinho, Ilha das Cabras, Cristo Luz, Morro do Careca e até do camelódromo.

No entanto, a empresa explica que vende apenas o conceito do ar das cidades, não é isso que vai dentro da latinha. A ideia é criar uma lembrança em forma de brincadeira, para “turistas que têm senso de humor”.

A iniciativa das latas de ar surgiu com o empresário curitibano Alessandro Catenaca, em meados de 2013 visando a Copa do Mundo e vem dando certo, com faturamento mensal de R$ 120 mil. Cada produto custa em média R$ 12 e pode ser encontrado em aeroportos, lojas e pelo site www.latadear.com.br.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Cidade

ATUALIZADO às 7h de 15/12/2018.


Cidade

Balneário Camboriú passa a ser a cidade brasileira com mais bandeiras azuis


Justiça

Ele considera ilegal a lei municipal que permitiu o empreendimento 


Rapidinhas


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Ar de Balneário Camboriú agora em lata

Segunda, 19/9/2016 8:24.

A Lata de Ar, empresa paranaense especializada em souvenirs nada convencionais, lançou recentemente o ar enlatado das cidades de Balneário Camboriú e Florianópolis, baseada em um estudo das cidades com maior potencial turístico do país.

Apesar de a embalagem trazer apenas "Camboriú", o souvenir se refere a Balneário, tanto que a embalagem anuncia trazer em sua composição um misto de pontos turísticos como de Laranjeiras, Pinho, Ilha das Cabras, Cristo Luz, Morro do Careca e até do camelódromo.

No entanto, a empresa explica que vende apenas o conceito do ar das cidades, não é isso que vai dentro da latinha. A ideia é criar uma lembrança em forma de brincadeira, para “turistas que têm senso de humor”.

A iniciativa das latas de ar surgiu com o empresário curitibano Alessandro Catenaca, em meados de 2013 visando a Copa do Mundo e vem dando certo, com faturamento mensal de R$ 120 mil. Cada produto custa em média R$ 12 e pode ser encontrado em aeroportos, lojas e pelo site www.latadear.com.br.

Publicidade

Publicidade