Jornal Página 3
Geral

Estimativa foi feita pelo planejamento da prefeitura  


Cidade

É a primeira vez que um município pede a certificação de três praias de uma só vez.


Geral

Temperaturas deverão ficar acima da média


Geral


Cultura

Já foram 50 livros publicados e mais de duas décadas de coluna no Página 3


Publicidade

Leia a publicação do Convention Bureau 


publicidade

Balneário é alvo de furtos diários sem que população seja alertada
Ivan Rupp
Koglin, Castanheira, Queiroz, o prefeito Fabrício e o vice Carlos Humberto inaugurando o Centro Integrado
Koglin, Castanheira, Queiroz, o prefeito Fabrício e o vice Carlos Humberto inaugurando o Centro Integrado

Há algumas semanas Balneário Camboriú apareceu no topo de um ranking de cidades mais seguras do sul do país, quando na verdade o crime continua acontecendo todos os dias sem que se fale no assunto. Ontem (13) a prefeitura inaugurou um centro para integração da segurança e que pretende mudar essa história.

Números

Conforme dados repassados por três delegacias de Balneário Camboriú (Comarca, Central de Plantão Policial e DIC), no primeiro semestre foram registradas nessas unidades 1.137 furtos. São mais de seis furtos todos os dias na cidade.

Na verdade esse número é muito maior, considerando que a reportagem não conseguiu os dados de todas as forças de segurança, ou mesmo os muitos casos que sequer chegam a ser registrados.

Apesar disso, chama a atenção a quantidade de furtos de veículos no município no primeiro semestre: 319. Não se tem um mapa sobre os crimes, o perfil dos alvos, o modo de agir dos bandidos: a população está à mercê da criminalidade.

Só nestas três delegacias foram registrados 133 roubos violentos, o que significa que essas pessoas ficaram sob a mira de algum tipo de arma, cidadãos que tiveram a vida colocada em risco.

Os números abaixo são divulgados pela secretaria estadual de segurança, mas são atualizados apenas trimestralmente. Fica claro que a quantidade de furtos é superior a 10 por dia.

 

Promessa de integração

O prefeito Fabrício Oliveira inaugurou na quinta-feira (13) o Centro Integrado de Segurança, que ele definiu como um serviço de sintonia entre as principais forças de segurança da cidade e que funcionará em uma das salas da Passarela da Barra.

Além do prefeito e do vice Carlos Humberto Metzner Silva, participaram da solenidade o comandante da 3ª região da Polícia Militar, Coronel Cláudio Roberto Koglin, o secretário de segurança de Balneário Gabriel Castanheira e o delegado regional da Polícia Civil David Queiroz.

O prefeito acredita que a nova base, que contará com três integrantes de cada instituição, dará mais agilidade nos assuntos do setor. “Quem ganha são os moradores”, falou o prefeito.

O comandante da 3ª região da Polícia Militar, Coronel Cláudio Roberto Koglin concorda com o prefeito. Considera a nova base um avanço para a segurança de moradores e turistas.

O secretário de segurança Gabriel Castanheira acredita que o alinhamento das forças de segurança refletem positivamente sempre. Ele citou por exemplo que neste momento não há mandado de prisão em aberto na cidade.

O delegado regional da Polícia Civil, David Queiroz, disse que este Centro é um projeto-piloto que captará as informações que eram fragmentadas nas instituições, o que resultará em agilidade dos processos.

Falta informação de valor

Falta para as forças de segurança mais transparência na comunicação com a sociedade. A Polícia Militar, por exemplo, mascara os números. Informações sobre os crimes só são divulgadas quando os autores são pegos ou os produtos são recuperados. A página do 12º Batalhão no Facebook, principal meio de comunicação da PM com a sociedade, foi transformada em uma ferramenta de propaganda positiva.

A situação é tão estridente, que essa semana ao divulgar uma operação na Praça Tamandaré, a PM foi achincalhada pelos internautas pela apreensão de uma bucha com aproximadamente 10 g de maconha. Foram mais de 500 compartilhamentos, muitos criticando a política e cobrando resultados quanto a crimes de maior gravidade.

Animosidade 

Apesar dos muitos casos de embates entre polícias e polícia e guardas municipais em Balneário Camboriú, a promessa agora é de integração. No entanto nas ruas o clima ainda não parece ter atingido sintonia.

A inauguração do centro integrado aconteceu na mesma semana em que policiais abordaram uma pessoa que fazia a segurança de um estabelecimento comercial na Vila Real. Segundo a denunciante, esta não seria a primeira abordagem do tipo, pois os policiais achavam que se tratava de um guarda fazendo bico. O segurança tinha porte para arma.


Sexta, 14/7/2017 9:40.




publicidade




Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br