Jornal Página 3
Colunistas
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Enéas Athanázio
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Caroline Cezar
por Sonia Tetto
Esportes

Lucas Sorín embarca sábado para a China 


Equilíbrio

O assunto ainda rende muitas dúvidas


Cultura

A peça fala sobre meio ambiente e o ingresso é gratuito 


Cultura

A entrada é franca


Policia

Vídeo feito pelos guardas mostra clima tenso em frente à delegacia


Publicidade

Leia a publicação do Convention Bureau 


Tecnologia

A programadora do Página 3 ensina o passo a passo


Polícia Civil tenta identificar autores de cinco homicídios
Divulgação.
Tem cinco homicidas soltos na região.
Tem cinco homicidas soltos na região.

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú está investigando uma onda de homicídios que se bateu sobre a região.

Na primeira semana do ano foram três casos em Balneário e outros três na vizinha Camboriú.

Até o momento apenas um homicida foi preso.

O delegado da DIC, Osnei Valdir de Oliveira, argumenta que mesmo sendo incomum essa quantidade de homicídios em poucos dias os casos são pontuais. “Até o momento não encontramos nenhuma ligação entre eles. Não é disputa por pontos de venda de drogas, por exemplo. São ações distintas”, explica.

O caso que mais chocou a região foi o do oceanógrafo William Gardelin que morreu na madrugada de 1º de janeiro num assalto.

A DIC está investigando esse e os outros quatro casos que ainda não foram solucionados. “Não estamos divulgando nada para que as investigações não sejam prejudicadas”, argumentou com a frase-padrão o delegado.

Oliveira acredita que apesar desses crimes impactarem a sociedade não há motivo para que um pânico ou pavor se instale na região.

“Não é algo sequencial e nenhum deles se comunica. Não quer dizer que esteja acontecendo uma onda de homicídios por aqui. Avaliamos que mesmo com esses crimes, a temporada de verão está sendo tranquila”, completou.

Na verdade não pode ser considerada tranquila uma temporada com seis homicídios em 10 dias.

Embora as autoridades policiais relutem em admitir, Camboriú e Balneário Camboriú vivem sob criminalidade endêmica, foram 23 homicídios no ano passado.


Terça, 10/1/2017 11:43.




publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br