Jornal Página 3
Colunistas
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Céres Fabiana Felski
por Carlos Mayer
por Daniele Sisnandes
por Enéas Athanázio
Cultura

Dono do espaço não gostou do desenho


Geral

Operação reuniu multidão em Barra Velha


Esportes

Abertura foi realizada nesta segunfa-feira


Equilíbrio

Em debate resíduos sólidos na região da Costa Brava  


Saúde

Veja a programação do Outubro Rosa e participe


Publicidade


Publicidade

Resort de Balneário Camboriú terá programação especial para crianças e adultos


publicidade

Sechobar lembra crianças desaparecidas neste 12 de outubro
Ícaro está desaparecido há mais de um ano
Ícaro está desaparecido há mais de um ano

Que tal fazer uma campanha diferente neste dia das crianças? Vamos trocar as fotos de perfis por fotos de crianças desaparecidas? Foi com este questionamento que a presidente do Sechobar Olga Ferreira idealizou uma campanha diferente das habituais festas neste dia dedicado às crianças.

“Nossa iniciativa é para darmos vez às famílias que sofrem com o desaparecimento dos seus filhos, que choram o sumiço das crianças, sem notícias, sem pistas. As redes sociais são uma excelente ferramenta para divulgarmos a foto dessas crianças e quem sabe, assim possamos ajudar a encontrar essas crianças desaparecidas”, sugeriu Olga.

O menino Ícaro

A campanha lembra que em Santa Catarina existem hoje 17 crianças desaparecidas, entre elas, o menino Ícaro Alexandre Pereira, de Balneário Camboriú, desaparecido desde 9 de fevereiro do ano passado. O processo foi arquivado por insuficiência de provas em agosto do ano passado.

O advogado Frederico Gebauer, irmão de Alois Gebauer, padrasto de Ícaro, que chegou a ser preso como suspeito dias depois do sumiço do garoto que tinha 7 anos, disse ao Página3 nesta manhã que desde agosto do ano passado até abril deste ano fez vários pedidos de diligência e perícia no processo, mas não obteve sucesso. “Ainda tinha muita coisa para investigar”, afirmou.

“Nós queremos reabrir o processo por dois motivos: primeiro, para realmente saber o que houve e se o menino estiver vivo, chegar até ele e segundo, para enterrar definitivamente a possibilidade de Alois ter feito alguma coisa contra o garoto, porque ele não fez”, disse o advogado.

A campanha

Estatísticas oficiais mostram que no Brasil desaparecem 250 mil pessoas por ano, das quais 40 mil são crianças e adolescentes.

“Quando chega o dia das crianças, é comum vermos nas redes sociais a troca da foto dos perfis dos usuários: fotos de quando eram pequenos. É comum vermos também campanhas de arrecadação de brinquedos ou a realização de festas beneficentes para que todas as crianças tenham um dia feliz. Pelo menos as que estão no aconchego do lar. Troque a foto de perfil por uma de criança desaparecida e use #CriançaDesaparecidaMasNãoEsquecida e divulgue também o telefone 181 para quem tiver informações”, convidou a presidente do Sechobar a toda comunidade participar da campanha.

A campanha relaciona os diversos sites especializados em pessoas desaparecidas, de onde poderão ser copiadas as fotos: www.pm.sc.gov.br/desaparecidos

http://desaparecidos.pc.sc.gov.br/desaparecidosSite/

www.desaparecidosdobrasil.org

www.delegacia.cnpd.org

www.desaparecidos.gov.br


Quarta, 11/10/2017 13:33.


publicidade






publicidade





Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br