Jornal Página 3
Colunistas
por Augusto Cesar Diegoli
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Céres Fabiana Felski
por Carlos Mayer
por Daniele Sisnandes
por Enéas Athanázio
Cultura

Dono do espaço não gostou do desenho


Geral

Operação reuniu multidão em Barra Velha


Esportes

Abertura foi realizada nesta segunfa-feira


Equilíbrio

Em debate resíduos sólidos na região da Costa Brava  


Saúde

Veja a programação do Outubro Rosa e participe


Publicidade


Publicidade

Resort de Balneário Camboriú terá programação especial para crianças e adultos


publicidade

Com golaço de Wagner, Vasco vence Avaí em Florianópolis

(UOL/FOLHAPRESS) - O Vasco venceu o Avaí por 2 a 1 nesta quarta-feira (11), na Ressacada, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Na semana passada, o meia vascaíno Wagner chamou a atenção com uma curiosidade em relação à família. Ainda sem ter uma grande sequência em função de lesões e opção táticas, o atleta revelou que seus filhos pequenos questionaram se ele jogava mesmo no clube carioca.

Em Florianópolis, ele foi titular e, com um golaço logo aos 2 minutos, "provou" às crianças que está muito bem na ativa. De fora da área, o meia bateu colocado, de pé esquerdo, no ângulo e sem chances para o goleiro avaiano Douglas.

Já aos 23 minutos, Andrés Ríos ampliou para os vascaínos. Após jogada e cruzamento de Nenê, a bola sobrou na área, nos pés do atacante, que bateu rasteiro no canto para marcar.

Pouco depois, Pedro Castro cobrou falta para o Avaí, Alemão subiu para cabecear com Anderson Martins e a bola bateu na trave. A arbitragem, porém, anotou impedimento. O gol dos mandantes só viria a ocorrer na segunda etapa.

Antes, no intervalo, um avaiano foi expulso. Assim que acabou o primeiro tempo, os jogadores do Avaí cercaram o trio de arbitragem, e o reserva Willians levou o vermelho.

Na saída de campo, o zagueiro Betão fez acusações. "O Vasco enrola desde o primeiro minuto de jogo. Fomos falar com o árbitro, e ele só respondeu com um monte de palavrão, mandando todo mundo para aquele lugar. Distribui cartão porque é autoridade, isso não está certo", disse à TV Globo.

Quando a bola voltou a rolar, outra expulsão: Rios, autor do segundo gol do Vasco, foi punido por deixar o braço no rosto de Pedro Castro.

Não bastasse o cartão vermelho, a falta originou o gol de honra do Avaí.

Após cobrança de Marquinhos, Fagner Alemão desviou, e a bola sobrou para Betão, livre de marcação, dar números finais ao duelo.

O resultado fez com que a equipe do técnico Zé Ricardo novamente voltasse a sonhar com uma classificação para a Libertadores de 2018.

O time agora ocupa a nona colocação, com 36 pontos, e tem pela frente o clássico com o Botafogo neste sábado (14), no Maracanã.

Já o Avaí, com a derrota, se afundou ainda mais na zona de rebaixamento -em 18º, com 30 pontos- e ficou em situação delicada no Campeonato Brasileiro.

AVAÍ
Douglas; Leandro Silva, Alemão, Betão e Capa; Judson (Lourenço), Simião (Marquinhos), Luan Pereira e Pedro Castro; Joel (Romulo) e Júnior Dutra. T.: Claudinei Oliveira

VASCO
Martín Silva, Madson, Paulão, Anderson Martins e Ramon; Wellington, Jean, Mateus Vital (Paulo Victor), Nenê (Rafael Marques) e Wagner (Yago Pikachu); Andrés Rios. T.: Zé Ricardo

Estádio: Ressacada, Florianópolis (SC)
Juiz: Wagner Reway (MT)
Cartões amarelos: Betão, Capa, Marquinhos, Lourenço, Junior Dutra (AVA); Madson, Wagner, Andrés Rios (VAS)
Cartões vermelhos: Willians (AVA); Andrés Rios (VAS)
Gols: Wagner (VAS), aos 2 minutos, e Andrés Rios (VAS), aos 23 minutos do primeiro tempo; Betão (AVA), aos 16 minutos do segundo tempo 


Quinta, 12/10/2017 7:30.


publicidade






publicidade





Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br