Jornal Página 3
Coluna
Vinho comigo
Por Carlos Mayer

Os portugueses estão firmes na taça!

Recentemente, a OIV (Organização Internacional do Vinho) apresentou uma porção de números interessantes que refletem o cenário vinícola mundial no ano de 2016. É uma espécie de fechamento.
 
Uma informação triste, é que o mundo produziu menos vinho. Houve uma redução de 3,26%. Mesmo com a redução a produção total foi de 267 milhões de hectolitros. Cada hectolitro equivale a 100 litros. Isso dá um número assim: 26.700.000.000. Se transformarmos em garrafas, são 35 bilhões e 600 milhões de garrafas de vinho. Apesar da redução a ressaca ainda é grande!
No mundo do vinho também existe desigualdade. Apenas cinco países detêm 50% da área para produção: Espanha (13%), China (11%), França (11%), Itália (9%) e Turquia (6%). Mas ter mais área dedicada à produção de vinhos, nem sempre significa produzir mais. A lista dos cinco maiores produtores é um pouco diferente e ganham lugar dois grandes países: Estados Unidos e Austrália. A frente deles, em ordem, estão a Itália, França e Espanha. A Itália, maior produtor no ano passado, produziu 50,9 milhões de hectolitros, o Brasil produziu 1,6 milhões de hectolitros, só...
Os países que mais consomem vinho, em volume total são: Estados Unidos, França, Itália, Alemanha e China. Que os Estados Unidos consomem de tudo em grande quantidade não é nenhuma novidade, mas a surpresa vem sendo a China, que já está no topo da lista e é o país que apresentou o maior crescimento no período, 6,9%. Há quem diga, que se a economia e o gosto dos chineses pelo vinho continuarem neste ritmo de crescimento, em algumas décadas todo o vinho produzido atualmente no mundo, não será suficiente para atender a demanda chinesa.
Mas quem bebeu vinho pra valer mesmo foi nossa pátria mãe, Portugal. Os portugueses consumiram 54 litros de vinho por pessoa no ano passado, foram os campeões do consumo per capita, ou seja, o consumo que considera o tamanho da população, tornando-o proporcional. São seguidos pelos franceses (51,8), italianos (41,5), suécos (41) e suíços na quinta posição (40,3). O brasileiro não herdou o gosto pelo vinho em seu processo de colonização, consumimos tímidos 2 litros de vinho por pessoa em 2016.
A cada ano, pode haver variações nestes números e algumas mudanças de posições, mas há uma tendência que vem se mantendo já há algum tempo. Os países mais tradicionais na produção e consumo de vinho na Europa, vêm produzindo e consumindo menos vinhos. Mas a balança vem sendo equilibrada por países não tradicionais como Estados Unidos, Austrália, Argentina, Chile, China e até mesmo o Brasil, que sempre é visto com grande potencial produtor e consumidor.
 
Veja tabela completa dos principais produtores de vinho.

 

Veja tabela completa dos principais consumidores (2015)

 

Escrito por Carlos Mayer, 22/04/2017 às 17h22 | carlos@casamayer.com.br

publicidade





publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br