Jornal Página 3
Coluna
Vinho comigo
Por Carlos Mayer

O vinhos nas coisas

Hoje não vou falar de vinhos, pelo menos não diretamente. Chamo a atenção para diversos produtos que usam termos enológicos, ligados ao vinho, como predicados de suas marcas. Usam porque algumas vezes levam, ou dizem levar algo relacionado ao vinho em sua composição, outras vezes apenas como estratégia de venda mesmo.
O vinho, apesar de ser uma bebida extremamente simples em sua essência, pode carregar muito glamour, requinte, sofisticação e claro, agregar valor.
Os produtos vão de alimentos e bebidas até à cosméticos e preservativos. Abaixo alguns exemplos:
Queijo parmesão curado no vinho.

Uma variação do parmesão para causar diferenciação e cativar o público que gosta do vinho, unindo dois produtos que normalmente já estão juntos na cabeça da maioria dos consumidores de vinhos e de queijos.

Cervejas.  

As cervejas especiais estão cada vez mais cativantes, surgem dos mais variados estilos e sabores. Só que boa parte de seus apreciadores também são apreciadores de vinhos, pessoas que buscam detalhes, notas aromáticas, sabores diferenciados e uma história única por trás de sua produção. Logo, adotar coisas e termos originalmente associados ao vinho foi uma estratégia lógica. Garrafa e rolha de espumante, método Champenoase na fabricação, remuage, sommelier, carta de cervejas, entre outras, são alguns exemplos desse intercâmbio.

 

Whisky envelhecido em barricas de vinho. 

Algumas destilarias passaram a utilizar barris que foram primeiramente utilizados para envelhecimento de vinhos, resultando em whiskys diferenciados na cor, aroma e sabor. As barricas mais comumente usadas são as barricas de vinho estilo Porto, Jerez, Madeira e outros fortificados.

Livro O Segredo dos Casais Inteligentes (Sextante).

Em um livro do Gustavo Cerbasi, que promete apresentar segredos dos casais inteligentes para obter sucesso, traz na capa a imagem do que seria um casal inteligente com uma taça de vinho à mão, associando sucesso, inteligência e vinho.

Palestra Inteligência Feminina.  

Neste cartaz de uma palestra com o tema Inteligência Feminina, realizada aqui mesmo em Balneário Camboriú há alguns anos, apresenta a imagem da mulher inteligente e bem sucedida com uma taça de vinho tinto indo à boca.
 

 O Boticário.

Há muito anos que a marca O Boticário associa a uva Malbec, utilizada para a produção de vinhos finos em uma grande linha de perfumaria. Além das fragrâncias, elementos benéficos presentes nas uvas prometem oferecer benefícios semelhantes ao do próprio vinho.

Cosméticos.

Também no campo da cosmetologia, grandes empresas apostam nas propriedades benéficas do resveratrol presente na uva para desenvolver produtos que retardam o envelhecimento da pele. A menção da Malbec no rótulo é uma clara associação dos benefícios do vinho com o produto manipulado.
 
Enoturismo.

O enoturismo está em alta e crescendo, viagens com tema enológico e gastronômico estão cada vez mais caindo no gosto dos viajantes. Mas aqui é o contrário, não é o turismo se utilizando do vinho, mas o vinho se tornando motivo de turismo. Na foto acima o Spa do Vinho em Bento Gonçalves, um spa no meio do Vale dos Vinhedos totalmente tematizado.
 

Preservativo sabor vinho espumante. 

Aproveitando a relação que os espumantes têm com comemoração e festa, a marca de preservativos Prudence possui uma camisinha especial com sabor de vinho espumante numa linha chamada de Celebration. Celebração em dose dupla!

 

Escrito por Carlos Mayer, 10/03/2017 às 16h26 | carlos@casamayer.com.br

publicidade





publicidade









Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br