Jornal Página 3
Coluna
Viagens & Turismo
Por Marcos Vinicios Pagelkopf

Pedal na Costa Verde & Mar

Conhecer a região em duas rodas.

Quando se fala em cicloturismo, na hora vem na cabeça bikes com valores que comprariam uma moto, marcas internacionais, os km de rodovias, o temor de acidentes e os grandes percursos que precisam ser feitos com carro de apoio, e assim vai aparecendo dificuldades para se chegar ao objetivo que é um passeio de bicicleta com aventura e segurança.

Buscando alternativas para satisfazer um público que é o verdadeiro ciclo turista, não o ciclista, mas sim pessoas iguais a eu e a você que querem pedalar com segurança mesmo com uma Caloi ou qualquer outra marca ou modelo convencional como a minha.A sugestão veio do meu filho mais velho, ir no Beto Carrero de zica.

 Me surpreendi com a facilidade de se chegar em Penha de bike saindo de Balneário Camboriú, são 28 km pelo mais belo cenário da Costa Verde Mar, uma hora e 40 minutos com paradas para fotos e descansos.

O melhor de tudo que 20 km são de ciclovias totalmente seguras e bem sinalizadas, muitas retas e poucas subidas, na realidade duas, o morro da Rainha e da ponta do Morcego.

E aos mais aventureiros, a praia Vermelha e o mirante estão ao lado do parque, outros atrativos que agregam valor a essa pedalada. Se não optar em conhecer e divertir-se no complexo Beto Carrero, tem a estrada de chão que circula grande parte de Penha saindo praticamente na frente da portaria do Beto, passando pela praia Vermelha e a do Poa, chegando na praia do Cascalho e retornando ao parque. Nesse percurso do passeio tem mais duas subidonas, que empurrei e muito a minha magrela, mas o visual surpreende e vale o esforço
 
 
Chegando a dica é saborear os deliciosos frutos do mar de Penha, e como é comprovado pelas pesquisas cientificas depois de um execício físico é recomendado uma cerveja.
 
O roteiro:
Saímos de Balneário Camboriú na av. Atlântica sentido a Brava pela estrada da Rainha, agora com a passarela ligando a Brava com a ponta norte sai direto em Cabeçudas.
 
De Cabeçudas até Gravatá na divisa de Navegantes com Penha o percurso é totalmente por ciclovias.
Em Itajaí tem o visual do Saco da Fazenda, os barcos, o esporte náutico figura a todo momento, o mercado Público, a raia náutica, o porto, os pescados, marujos e marinheiros, tudo isso em conjunto com as embarcações formam aquele brilho que somente as cidades litorâneas tem.
 
 
A travessia pelo Ferry Boat é outra distração visual, cruzar o rio e visualizar o progresso em andamento é show.
Em Navegantes a ciclovia é interminável, são 15 km de reta que dá oportunidade ao ciclista a apreciar a vegetação da restinga que está sendo muito bem preservada, a praia, os rochedos, os parcéis formam excelentes ondas, tornando o lugar um paraíso para os surfistas, o colorido feito pelas pranchas é permanente tanto na água como também na avenida.
 
Foram muita as paradas para fotos e para descanso, uma hora e quarenta minutos de diversão e desafios.
Mas vimos que é muito fácil, empolgante e saboroso, conhecer o litoral e se divertir em duas rodas, sensação total de liberdade. Nesse roteiro gastronomia, natureza, diversão e muita segurança se unem.
 
Venha pedalar, venha sentir os atrativos procurados pelos milhares de turistas que vem de todo o Brasil e do Mundo para conhecer o que você tem aqui ao lado.
 
 
Essa ação tem apoio da agencia de viagem Casa do Turista.
Mais informações no blog euqueroirnessa.com
 
Venha sentir essas emoções e liberdade.
Venha conhecer a nossa Santa & bela Catarina.

 

Escrito por Marcos Vinicios Pagelkopf, 31/05/2017 às 12h18 | mvpagelkopf@gmail.com

publicidade





publicidade









Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br