Jornal Página 3
Coluna
Economia & Negócios
Por Augusto Cesar Diegoli

Economia na Semana

Balança comercial

A balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 5,2 bilhões em setembro, o mais alto resultado para o mês na série histórica do governo. Com o resultado do mês passado, o saldo positivo de US$ 53,3 bilhões no acumulado de nove meses de 2017, é recorde para o período. O governo espera que a balança comercial encerre o ano com saldo positivo acima de US$ 60 bilhões. Em 2016, o superávit foi de US$ 47,7 bilhões.

Cesta básica

O Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) acaba de lançar mais uma edição do estudo mensal em torno dos 13 produtos que compõem a cesta básica. E nos dados coletados em Brusque, o valor total da cesta reduziu 3,30% na comparação entre os meses de agosto e setembro deste ano. No total da pesquisa dos produtos, o consumidor precisa de R$ 363,70 para adquirir os 13 produtos da cesta básica. A maioria dos produtos teve seu preço diminuído na comparação com a pesquisa realizada no mês de agosto.

Brusque é destaque

A revista exame publicou em seu portal um estudo encomendado junto à consultoria Urban Systems, que elaborou um ranking classificando as 100 melhores cidades acima de 100 mil habitantes no país para se investir em negócios. Brusque está nesse ranking e aparece na 70ª colocação, com 9,55 pontos em 27 possíveis. São Paulo, com 15,29 pontos lidera o estudo. O estudo analisou 28 indicadores que levam em conta questões envolvendo o perfil sociodemográfico, econômico, de saúde, educação, financeiro, de transporte e infraestrutura. Cada indicador ganhou um peso, como importância e atualidade, gerando uma soma de 27 pontos possíveis. Brusque é uma das estreantes no ranking, superando o índice de cidades maiores em população e proximidades com grandes regiões desenvolvidas. Em Santa Catarina, 11 cidades aparecem nesse estudo: Florianópolis, Balneário Camboriú, Tubarão, Itajaí, Criciúma, Joinville, Blumenau, Chapecó, São José, Brusque e Jaraguá do Sul. No quesito desenvolvimento econômico, que tem o máximo possível de 13 pontos, Brusque somou 6,72 ficando com o segundo lugar no país, atrás apenas de Três Lagoas (MG) com 6,99 pontos.

Mel de Santa Catarina

O mel catarinense conquista pela quinta vez o título de melhor do mundo em congresso na Turquia. O mel processado pela empresa Prodapys, de Araranguá, foi considerado o melhor do mundo pela quarta vez consecutiva no 45º Congresso da Associação Internacional das Federações de Apicultores (apimondia), realizado entre os dias 29 de setembro e 4 de outubro em Istambul. A Prodapys já tinha participado de três edições anteriores do evento, em 2007 na Austrália, 2013 na Ucrânia e 2015 na Coreia do Sul, onde teve seus méis premiados em todas as edições. A empresa Prodapys é considerada a maior exportadora de mel do Brasil e retorna da Turquia com cinco medalhas. Ao todo, eram quase mil participantes na competição. Hoje, Santa Catarina conta com quase nove mil apicultores, que na safra 2016/2017 produziram oito mil toneladas de mel, um recorde para o estado. A produção catarinense girou em torno de 25kg por colmeia, enquanto, no Brasil, essa média fica em 10kg por colmeia.

Entre as maiores do Brasil

Duas empresas de Brusque estão no seleto grupo das mil maiores do Brasil, publicado em setembro pela revista IstoÉ Dinheiro, com base em avaliação independente que levou em conta critérios como boas práticas de gestão financeira, responsabilidade social, inovação e qualidade. Aparecem na lista a Zen e a ZM, ambas do setor metalomecânico. A Zen está na posição 914 da lista e a ZM na posição 966. Na publicação, a revista explica como é feita a escolha das melhores. A avaliação envolve cinco critérios: sustentabilidade financeira, gestão de recursos humanos, gestão de inovação de qualidade, responsabilidade social e governança cooperativa.

London Cosméticos

Há quatro anos em Brusque, a London Cosméticos é uma marca 100% brasileira. Foi criada em 2010 pelo renomado cabelereiro do estado de São Paulo, Mário Lago. Com matérias-primas importadas, a London produz mais de 100 itens diferentes de produtos, que são vendidos exclusivamente para salões de beleza, por meio de distribuidores. Em Brusque, quem atende as empresas do setor é a D’Lima Distribuidora de Cosméticos, com sede no bairro Santa Rita. A cartela de produtos é diversificada e contempla desde xampus e máscaras de tratamento até matizadores e finalizadores para cabelos. Referência no Brasil em qualidade, a London trabalha com sistema de franquias, sendo que Santa Catarina foi o terceiro estado a receber a central da marca.

Superliga Feminina de vôlei

O Rio do Sul não vai mais disputar a Superliga Feminina de vôlei. A equipe anunciou que não dispõe de recursos financeiros para participar na principal competição da modalidade. A falta de patrocinadores e apoiadores fez com que o projeto fosse inviável. A equipe esteve em atividade durante sete anos. Na temporada passada, fez história ao alcançar a sexta colocação entre os 12 times da competição.

Indústria automobilística

A produção de carros no país fechou o mês de setembro com 236,9 mil unidades, 9,2% a menos do que em agosto. No acumulado do ano, há crescimento de 27% em relação a 2016. Os dados são da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).

Orçamento de SC

O valor previsto para o orçamento de Santa Catarina em 2018, segundo projeções do governo estadual, é de R$ 26,4 bilhões. O projeto de Lei Orçamentária Anual foi encaminhado para análise da Assembleia Legislativa. Certamente receberá uma chuva de emendas com pedidos de redirecionamento de recursos.

Maior gasto

Bem mais que outras prioridades, como educação e saúde, é para pagar seus servidores o maior gasto do governo catarinense para 2018. Serão quase R$ 6 bilhões, contra R$ 4,4 bilhões para a educação e R$ 3,5 bilhões para a saúde. Nos países do Primeiro Mundo a equação é inversa.

Turismo

O estande de Santa Catarina bombou na 45ª edição da Abav Expo Internacional de Turismo, encerrada na última semana em São Paulo. Cerca de 100 catarinenses, entre agentes, operadores, empresários e autoridades da área, participaram. Segundo o diretor-presidente da Santur, o Estado continua sendo referência nacional e fez ampla divulgação com variada folheteria. Teve a maior delegação.

Venda de veículos em SC

A venda de veículos novos em Santa Catarina cresceu 14,95% em setembro na comparação com o mesmo mês do ano passado, o melhor resultado desde 2015. Foram emplacadas 12,9 mil unidades, contra 11,3 mil no período anterior. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). O segmento de automóveis e comerciais leves teve alta de 14,21% no período. Caminhões e ônibus cresceram 35% e as motos 12,4%. É o quinto aumento consecutivo do setor. O último resultado negativo foi em abril, quando o mercado retraiu 8,78%. No Brasil, o número de emplacamentos aumento 14,9% em setembro. No acumulado do ano, são 1,62 milhão de unidades vendidas no país. O segmento de automóveis e comerciais leves cresceu 24,9%.

Empresas fechadas

O total de empresas no país caiu 0,1% de 2014 para 2015 com 5 mil empreendimentos a menos, segundo dados da pesquisa Demografia das Empresas, do IBGE. Em 2015, foram contabilizadas 4,55 milhões de empresas ativas no Brasil. Nessas empresas, trabalhavam 40,2 milhões de pessoas, sendo 33,6 milhões (83,6%) como assalariados e 6,6 milhões (16,4%) na condição de sócio ou proprietário. Em comparação a 2014, houve queda de 4,5% no pessoal assalariado ocupado, o que equivale a 1,6 milhão de postos a menos. Esta foi a primeira queda no pessoal desde o início da série em 2008, segundo o IBGE.

Intervenção no Postalis

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), vinculada ao Ministério da Fazenda, decretou intervenção no deficitário fundo de pensão dos funcionários dos Correios por um prazo de 180 dias, de acordo com portaria publicada dia 4 no Diário Oficial da União. O Postalis (Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos) é um dos maiores fundos de pensão do Brasil em número de participantes e registrou sucessivos déficits a partir de 2011, após fazer apostas equivocadas de investimento. O fundo tinha até o fim de julho patrimônio de R$ 10,2 bilhões e 155,4 mil membros contribuintes.

Incentivo ao esporte

Até 2014, Santa Catarina teve R$ 200 milhões autorizados pelo governo federal para captação junto às empresas do Estado. Somente 20% desse valor (R$ 40 milhões) foram aproveitados e investidos no esporte catarinense. Isso acontece, principalmente, por causa do desconhecimento da lei e sua execução técnica, de natureza jurídica e contábil. Os detalhes de como funciona a legislação federal e seus benefícios para as empresas foram destacados em seminário junto à Associação Empresarial de Joinville.

Novas cervejarias

É de 91 o número de novas cervejarias criadas no Brasil no primeiro semestre deste ano, segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Já são 610 fabricantes artesanais da bebida no país.

Movimento na economia

O anúncio de que R$ 18,8 milhões serão pagos aos ex-funcionários da Fábrica Renaux nas próximas semanas traz novas esperanças para o comércio de Brusque. Entidades empresariais avaliam que a entrada do montante na economia irá criar um círculo virtuoso para toda a sociedade. Primeiro receberão os funcionários com dívidas antes da falência da empresa, depois aqueles que saíram quando a empresa fechou.

Mais rigor nos atestados

O Instituto Brusquense de Previdência editou uma instrução normativa, aprovada pelo seu conselho de administração, relacionada aos procedimentos, atestados e laudos médicos que devem ser apresentados para a concessão ou prorrogação de benefícios concedidos, sobretudo o auxílio-doença. A instrução normativa define que os atestados médicos não serão mais aceitos se não seguirem rigorosamente a resolução do Conselho Federal de Medicina, o qual estabelece a descrição minuciosa da patologia, do dano causado e do tempo de afastamento necessário, entre outras coisas.

Maquinário não retirado

Não fazem parte do lote adquirido pela Havan, as máquinas que eram utilizadas na produção da massa falida da Fábrica Renaux, quando esta ainda pulsava, até 2013. Isso porque o maquinário foi adquirido há dois anos, em outro procedimento de venda, pela empresa mineira Ibetex, que até hoje não retirou os materiais do parque fabril e está pagando pela segurança deles.

Calendário

O Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem) está lançando o Manifesto do setor produtivo de Santa Catarina por um novo Brasil. O texto insiste na necessidade de reformas e destaca que a reforma política acabe como privilégios, com as coligações nas eleições proporcionais, unifique o calendário eleitoral, estabeleça cláusula de barreira para reduzir o número de partidos, privilegie os partidos com conteúdo programático, reduza substancialmente os gatos e o período de duração das campanhas eleitorais e crie regras de compliance nas contratações do serviço público.

Bandeira vermelha

A inédita bandeira vermelha patamar dois, que acrescenta R$ 3,50 a cada 100 kW/h consumidos, adotada nas contas de luz do Brasil neste mês pode responder por quase metade do IPCA do mês, mas ainda assim a inflação deve terminar 2017 abaixo da meta.

Recursos

A Unicred Santa Catarina/Paraná já tem R$ 5 bilhões em recursos administrados e lançou um aplicativo que permite aos 69 mil cooperados gerenciarem os seus cartões.

Ensino superior

A Unicesumar inaugurou um polo de educação a distância (EAD) em Indaial. Com investimento inicial de R$ 240 mil, a estrutura, além de salas de aula, terá auditório para 120 pessoas, laboratório de informática e biblioteca. A expectativa é atender 2,5 mil alunos. A unidade integra o plano de expansão da instituição de ensino, que está desembolsando R$ 45 milhões para a abertura de mais de 200 polos de educação pelo país.

Juros do cartão de crédito

Apesar de ainda serem altos, os juros do rotativo do cartão tiveram forte queda para quem pagou ao menos o valor mínimo. Em agosto de 2016, os juros estavam em 446% ao ano. No mês passado, caíram para 221% ao ano.

Injustiça que fica

O ex-prefeito de Brusque, Paulo Eccel, tem se emocionado com tanta solidariedade após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, que anulou o processo que resultou na sua cassação em pleno exercício do mandado. Com direitos políticos restabelecidos e a multa imposta agora anulada, nada apaga, porém, a injustiça praticada contra ele pela Justiça Eleitoral, que cometeu erros no processo, motivo da anulação. Sem contar as perdas imensas à população de Brusque que democraticamente o elegeu. A lamentar, mais uma vez, a tardia decisão do STF.

Médicos e psicólogos

A Receita Federal vai fiscalizar médicos e psicólogos credenciados no Detran de São Paulo. A estimativa é recuperar R$ 50 bilhões sonegado

Aposentadoria por idade

O TRF (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) negou recurso apresentado pelo INSS e confirmou o direito à troca de benefício para uma aposentada que continuou trabalhando. Pela decisão, o governo terá de cancelar a atual aposentadoria dela, que foi concedida por tempo de contribuição, e passar a pagar um benefício por idade, que é mais vantajoso para quem tem mais de 30 anos de pagamentos à Previdência. Decisões parecidas de outros juízes indicam que está se abrindo uma nova possibilidade para aposentados aumentarem seus benefícios na Justiça. No caso analisado pelo tribunal, os pagamentos à aposentada saltaram de R$ 1.040,83 para R$ 4.768,40.

Benefício sem ida ao posto

O presidente do INSS assinou um protocolo de intenções com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) para dar andamento ao projeto que deverá permitir aos segurados pedirem a aposentadoria diretamente na entidade, sem ter que ir a uma agência da Previdência Social.

Entenda os Mesc’s

Os Métodos Extrajudiciais de Solução e Controvérsias (Mesc’s) são utilizados para a solução de impasses decorrentes da interpretação de cláusulas contratuais e inadimplências contratuais civis e empresariais, em que um terceiro e imparcial, que não esteja vinculado a qualquer das partes conflitantes, auxiliará as partes na busca por uma solução amigável ou decidirá a controvérsia fundamentando-se nas regras de direito estabelecidas pelas partes ou na equidade. Quatro modelos de procedimentos podem ser considerados Mesc’s: negociação, conciliação, mediação e a arbitragem.

Grana do atrasado

O Tesouro Nacional arrecadou R$ 6 bilhões com o confisco de precatórios e RPVs (Requisições de Pequeno Valor) pagos há mais de dois anos que não haviam sido sacados pelos credores. Os atrasados, que são os valores liberados quando o governo é derrotado em uma ação judicial, estavam parados em contas judiciais na Caixa e no Banco do Brasil, e foram devolvidos para os cofres públicos em agosto, após a aprovação da Lei 13.463.

Nova revisão da aposentadoria

Segurados que se aposentaram depois de 1999 podem pedir na Justiça uma revisão que obriga o INSS a incluir no benefício os salários recebidos antes de 1994. Hoje, o governo ignora as contribuições feitas antes dessa data. A revisão pode ser favorável a quem viu seu salário cair após 1994 ou ficou muito tempo sem contribuir. Essas ações, porém, ainda geram polêmica e não existe um consenso no meio jurídico. Há decisões contra e a favor dos aposentados. Por isso, é preciso muito cuidado antes de entrar na Justiça. Especialistas alertam especialmente contra associações que procuram aposentados e cobram taxa para entrar com processo.

Justiça Federal cancela empréstimo

O TRF 3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) anulou contrato de empréstimo de um cliente por considerar que ele foi induzido por seu ex-patrão e pegar a grana. O patrão levou o funcionário para fazer um cartão e pegou um empréstimo de R$ 13 mil no nome do empregado.

Juros do consignado

Os aposentados e pensionistas do INSS e os servidores terão taxas menores no empréstimo consignado. O governo federal anunciou uma redução na taxa máxima cobrada nesse tipo de crédito. Para aposentados e pensionistas, os juros mensais cairão de 2,14% para 2,08%. No ano, a queda é de 28,9% para 28%. No caso dos servidores, os juros cairão de 2,20% para 2,05% ao mês. No ano, o recuo é de 29,8% para 27,6%.

Evite golpes

O INSS não telefona para os cidadãos para oferecer benefícios ou para avisar sobre o direito à concessão. Avisos sobre liberação de aposentadorias são enviados por carta e o serviço não tem custo. Para evitar golpes, o segurado deve esclarecer suas dúvidas pelo telefone 135.

Benefício automático

O INSS já começou a liberar a aposentadoria por idade de forma automática. Aos poucos, os segurados que estão com o cadastro em ordem e têm direito ao benefício são avisados por carta e, para começar a receber a grana, só precisam telefonar para o número 135.

Aposentadoria especial

Desde que entrou em vigor, em 2013, a aposentadoria para pessoa com deficiência foi concedida para 6,1 mil segurados do INSS. Segundo a Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda, 67% dos beneficiários são homens e 33%, mulheres. Ao todo, 15 mil pediram o benefício, mas quase 9 mil foram negados.

Convênio de idoso

A Câmara dos Deputados analisa um projeto que permitirá reajustes nos planos para pessoas acima de 60 anos, de forma escalonada. Hoje, há dois tipos de reajuste: um anual, que ocorre pela variação nos custos no período, e outro a cada mudança de faixa de idade. Desde 2004, porém, o Estatuto do Idoso proíbe o reajuste para idosos, por considerar que a cobrança discriminatória. Hoje, 6,7 milhões de usuários de planos de saúde têm acima de 60 anos. Para o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), a medida prejudica os sessentões e não há garantia que o que estará sendo passado ao consumidor é um parcelamento ou um novo aumento. A FenaSaúde, associação que representa as operadoras de planos, vê a medida como positiva. 

Escrito por Augusto Cesar Diegoli, 10/10/2017 às 15h52 | acdiegoli@gmail.com

publicidade





publicidade









Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br