Jornal Página 3
Coluna
J. Júnior
Por Jonas Ramos Júnior

Coluna da Semana

ONIPRESENÇA

Nos primeiros dois meses e meio de governo do prefeito Fabrício Oliveira uma das coisas mais marcantes é a sua capacidade de estar em vários lugares, diferentemente do ex-prefeito que se trancava em seu gabinete e decidia tudo com seus assessores mais próximos. Fabrício tem ido ao encontro da comunidade e ouvido frente a frente suas reivindicações e anseios. A cidade há muito clamava por isso e desejava ser ouvida diretamente pelo governante que elegeu. O trabalho de um prefeito se assemelha ao de um síndico que tem nos seus eleitores o seu verdadeiro patrão. Afinal,todo funionário público é remunerado por meio dos impostos que são recolhidos, a administração pública não gera riqueza, apenas arrecada. Até o presente momento o atual prefeito faz jus ao cargo. Que assim seja.

Essa semana mais uma vez testei a administração da COSIP e liguei indicando a troca de lâmpada num poste na minha rua. Como das outras vezes funcionou em pouco tempo. Lâmpada trocada. Isso se chama eficiência.

Já a empresa de limpeza instalou um container em plena calçada da Rua 2550 (foto) num local que já não era fácil de se locomover, agora ficou pior ainda. Cadeirante tem que andar no meio da rua. Chefia da empresa de limpeza e fiscalização de obras deveriam passar por ali e dar uma olhada.

Em comemoração ao dia Internacional das mulheres uma simples frase de Rui Barbosa diz tudo, ai vai “ A mulher é a sintese de todas as perfeições”. 


 

Escrito por Jonas Ramos Júnior, 10/03/2017 às 14h00 | jonasramos3011@hotmail.com

publicidade

Zona Azul - Cigarro - Mala Direta

ZONA AZUL

Urgente, essa é a palavra mais apropriada para se definir a necessidade de democratização das vagas no centro da cidade. Existem locais que estão ocupados pelo mesmo carro há meses. Tem comerciante que entende que a vaga em frente ao seu estabelecimento é dele, pouco se importanto com seu cliente, e ao ser indagado responde que melhor ele usar que um estranho. Com atitudes amadoras e antiprofissionais como essa, só resta ao governo que acaba de entrar, achar uma solução mais do que rápida pro problema. Mãos a obra.

CIGARRO

Os viciados em cigarro estão aos poucos ganhando espaço nos bares da região, e começam a colocar a saúde dos demais frequentadores em risco. Fumam nas mesas colocadas no lado de fora dos bares, mas muito próximas da entrada ou das janelas, fazendo com que a fumaça circule até as mesas internas. Outro truque é sentar na mureta dos decks nas calçadas e fumar colado à mesa interna. Os donos de bares e restaurantes com medo da fuga de clientes estão fazendo vista grossa. Trabalho pra fiscalização da saúde.


MALA DIRETA

  • Pra quem achava que no Brasil só a tríade P.P.P ia pra cadeia, a prisão de Eike Batista até bem pouco tempo o 7º homem mais rico do mundo, foi um alento. Parece que enfim as coisas estão mudando e no mínimo o corrupto vai pensar muito na hora de achacar os empresários. Que diga-se de passagem não são só vítimas, muitas vezes são cúmplices. Cana neles.

  • Vender trimania é um negócio que rende grana e ainda dá o direito de colocar mesas e cadeiras no passeio público. Eles se instalam em vários pontos da cidade e ninguém os incomoda. Porteira que passa um boi passa uma boiada.

  • Não dá pra exigir demais de um governo em início de carreira, mas é importante frisar que existem ações que merecem uma certa prioridade. Arrumar as calçadas da avenida Atlântica é uma delas. Tem alguns pontos que estão até perigosos.

  • A indicação de Alexandre de Moraes para o STF rendeu críticas e aplausos do mundo jurídico e acadêmico. Numa coisa todo mundo concordou, ele tem curriculum na área, é um escritor que tem uma dezena de livros publicados, sendo que um deles de Direito Constitucional está na sua 32ª edição. Afirmam que ele é bem melhor que Toffoli e Levandowski. É pagar pra ver.

  • Pizzaria Comadre na Terceira Avenida próximo a rótula da 3300, caiu no gosto dos clientes, que adoram a massa fina e os recheios diferenciados. A dica ali é comer a pizza com a mão mesmo. O atendimento é muito bom e as pizzas individuais tem preços honestos. Vale conferir.

  • Surpresa mais do que agradável foi conhecer a cidade de Londrina na semana que passou. Desde a chegada no aeroporto, onde andei de taxi mais barato que na Argentina, até a recepção do hotel, foram só sorrisos de boas vindas. Conheci o Sr. Sérgio taxista que nos acompanhou o fim de semana inteiro e mostrou que dá pra ser cortes atrás de um volante. O cara era só educação no trânsito e com as pessoas. Adorei a pequena Londres (como alguns a definem) e seus moradores. A família Belinatti domina a politica local. Já estão na terceira geração. Bom demais.

  • ESSE ANO FAÇA CERTO. DIGA NÃO ÀS DROGAS. FAÇA A SUA PARTE.

Escrito por Jonas Ramos Júnior, 09/02/2017 às 14h49 | jonasramos3011@hotmail.com

publicidade

Calçadas, Exploração e Mala Direta

CALÇADAS - Impressionante o número de pessoas que pedem pra falar sobre o abuso no uso das calçadas, ou melhor do espaço público. Muitos comerciantes, com raras exceções, usam a calçada como extensão de seus negócios. Um pente fino na avenida Brasil e não fica quase ninguém sem uma notificação pra desocupá-las. As guias de cegos não são respeitadas e quem quiser que passe pelo meio da rua. Já falei aqui que tem um bar perto da Tutys pão que ao passar ali você se sente no meio de um corredor polonês. A desculpa de que a crise afetou todo mundo, e que cada um tem que fazer o que pode pra se safar não cola, a cidade tem um código de postura pra ser usado a qualquer tempo. Fiscalização neles.

EXPLORAÇÃO - A máxima que se deve explorar o turismo e não o turista não está sendo levada tão a sério por muitos empresários dos mais variados ramos. Outro dia sentei com amigos num bar que frequento há muitos anos e paguei por uma coca cola zero, uma dose de Absolut e mais os 10% R$ 36. Aí apelei pro chope e paguei R$ 12. Ou seja, se correr o bicho pega e se ficar o bicho come. Não é a toa que muitos estão reclamando que a temporada tá meia boca. Dizer que o nosso turista é de baixo nível, não é verdade, basta ver os carros que circulam pela cidade. O que muita gente tá fazendo é saindo menos porque os preços estão abusivos. Daí fica difícil.

MALA DIRETA

• Uma das providências que se espera com urgência da nova administração é com relação à zona azul. Tem gente que coloca o carro pela manhã na vaga e só sai à noite. No centro não tem onde parar. Precisamos urgente democratizar a vaga.

• Pra praia ficar mais bonita e apresentar um aspecto mais limpo basta colocar equipes circulando pelos lugares onde a maré traz mais algas, sujeiras etc. Entre a rua 2500 e a 2700 deveria ter uma equipe permanente. Basta planejar.

• Quem achou que os gringos iam cair como paraquedas no fim de ano e início de janeiro se deu mal. Aumentaram os preços dos aluguéis e os caras não apareceram. Agora chegaram colocando preço e quem não quiser que amargue o prejuizo. Em tempos de internet ninguém mais é bobo.

• Terça-feira à noite andar do calçadão até o Atlântico Shopping era uma tarefa bem complicada. Eram milhares de pessoas circulando. As lojas onde tinha anúncio de promoção na vitrine estavam cheias. Até na escada rolante do shopping tinha fila. Os gringos tão em peso na cidade.

• Todo ano nessa época alguma revista de circulação nacional dá um jeito de falar mal das nossas praias. Desde que trabalhei na secretaria de Turismo já se falava que o nordeste e o sudeste davam um jeito de nos ferrar. Será? De alguma forma colaboramos com as notícias, que como diz o Nelson Rubens “ eles aumentam, mas não inventam”. A poluição deve ser combatida a todo custo. É vital pra nossa sobrevivência.

ESSE ANO FAÇA CERTO. DIGA NÃO AS DROGAS. FAÇA A SUA PARTE.

Escrito por Jonas Ramos Júnior, 19/01/2017 às 14h07 | jonasramos3011@hotmail.com

publicidade





publicidade








Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br