Jornal Página 3
Coluna
JCopinião
Por

Terminal de cruzeiros e outros empreendimentos

A propósito da implantação de um terminal para navios de cruzeiro na Barra Sul, cujo projeto mereceu apoio do CDL, algumas considerações.

BC tem que continuar a explorar a sua beleza natural. Não precisa de empreendimentos majestáticos. Geralmente, nesses empreendimentos estão recônditos os interesses solertes dos políticos em levar vantagem nas propinas que receberão. E o exemplo presente é a extravagância do elefante branco da ponte do Piriquito, na Barra Sul, corroída de irregularidades.

A vizinha Itajaí, tão próxima de BC, já possui um terminal para navios de cruzeiros. Por que outro terminal aqui, quando BC e Itajaí deveriam, sim, selar acordo de mútuo interesse turístico? Ademais, a estadia de navios poderá comprometer a nossa praia ao receber acidentalmente vazamento de óleo e outras sujeiras.

Mas a megalomania de alguns em deformar o panorama natural desta cidade é patética. Vejam: o alargamento da praia, totalmente desnecessário, é outra aberração, que só gerará aumento de imposto aos munícipes e transformará a suavidade do banho de mar em praia do tombo, sem esquecer de que a natureza poderá retomar o seu status quo.

BC não tem que se adequar à população flutuante. BC tem que respeitar a sua capacidade de infraestrutura para atender bem, inicialmente, a sua população fixa e que paga imposto. Nenhuma cidade poderá estar sempre preparada para dar acolhimento a uma população de impacto sazonal. BC não precisa mais de empreendimentos que agridam a sua natureza, devastada hoje pela voracidade dos exploradores da construção civil. BC é conhecida e amada pelo que tem de natureza exuberante. Nenhum turista deixa de vir ou voltar à cidade porque ela não tem engordamento da praia, centro de eventos, ponte do Piriquito, porto para atracar navio de turismo etc.

Por que a cidade de Gramado/RS continua sendo um polo turístico anual sem ter modificado a sua planta de edificação ou inventado bobagem?

A cidade de BC - com a quantidade de prédio de apartamentos, cujos proprietários despejam nos cofres municipais uma grana alta, mensal e anualmente, sem dar muita despesa ao município, pois a maioria não mora aqui - deveria ter sempre recursos para a sua infraestrutura e para deixar a cidade impecável, em vez de gastar dinheiro em obras faraônicas e desnecessárias.

 

Escrito por , 10/08/2016 às 11h59 |

publicidade





publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br