Jornal Página 3
Coluna
Condomínio Garden City
Por Saint Clair Nickelle

Ironia da curiosidade

Naquela mateada de domingo, o mais esperado era o Sérgio, nosso parceiro de chimarrão, principalmente depois que o Paulão, seu vizinho lindeiro, foi preso por invadir sua casa de madrugada.
Todos estavam curiosos para saber dos pormenores, porque além de reincidente, em se tratando de domésticas, o Paulão e a Marialba, sua esposa, já haviam aprontado um profundo desgosto ao Sérgio e a Nataly, logo que os dois foram residir no Garden City.
Quando o Sérgio chegou, ficamos conversando assuntos diversos, esperando, é claro, que ele tomasse a iniciativa de comentar o ocorrido. Falamos da corrupção em todo o pais, onde a Polícia Federal tem trabalhado como nunca. Agora foram os Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro que, mesmo ganhando salários fantásticos, aceitaram se locupletar com propinas, tudo para fazer “vistas grossas” em contratos que eles tinham obrigação funcional de analisar. Aliás, ao se assistir qualquer jornal televisivo, se chega a triste conclusão de que o Brasil parece não ter mais jeito, ou como escreveu Mário Sérgio Cortella e Clóvis de Barros Filho no livro “Ética e Vergonha na Cara”.
Onde eles dizem:

“Jogar lixo no chão, colar na prova, oferecer dinheiro em troca de algum benefício – todos esses são comportamentos que podem ser facilmente percebidos em nosso dia a dia, quase como se fossem situações corriqueiras e típicas da cultura brasileira. Mas de que maneira isso se reflete na formação de crianças e jovens? A corrupção estaria mais próxima de nossa vida cotidiana do que gostaríamos de supor? ”

- Excelente livro, cujo título diz tudo, meus amigos...

Os olhares, novamente, se voltaram para o Sérgio, mas ele apenas pediu mais um mate. O Clóvis, então, falou, quebrando o silêncio cheio de expectativas:
- Vocês viram a diferença de tratamento da ex-primeira dama do Rio, Adriana Anselmo, que junto com o seu marido ladravaz, Sérgio Cabral, tiraram do Estado, já quase falido, milhões de reais em propinas, apenas porque pode pagar bons advogados, foi beneficiada com prisão domiciliar. Já uma ladrazinha, com três filhos dependentes dela, inclusive um com autismo, condenada a 8 anos de prisão, não pode receber o benefício de prisão domiciliar, porque a Juíza do caso não foi sensível ao pedido da condenada por “merreca”.
- Olha pessoal! São tantos casos, de discriminação entre as pessoas, regidas pela mesma Constituição e pelas mesmas leis, onde os privilégios só se destinam às autoridades corruptas, aos donos do poder econômico e aos poderosos em geral que, só resta acreditar que quem fica preso, são os pobres


Mais uma parada para reflexões, com a cuia girando de mão em mão...e, o Sérgio nada...
_O que vocês acharam da nova seleção brasileira de futebol?
- Bom! Depois que se botou um técnico, tudo começou a mudar...
_Por quê? Antes não tinha técnico?
_Não! Apenas um fantoche indicado pela CBF...
_Agora, não! Temos alguém que entende de futebol, foi técnico de clube e, além disso usa todos os meios tecnológicos para avaliar o desempenho dos jogadores no Brasil e no exterior. Afinal, não se monta uma seleção, quer seja de futebol ou outra modalidade, sem levar em conta a performance do atleta e, o mais importante, sua efetiva contribuição ao projeto do técnico.
Porque seleção não é um amontoado de craques, como fizeram alguns falsos técnicos, mas constituída de jogadores que vão efetivamente cumprir um papel naquele projeto.
_Seria a mesma coisa que o elenco de um filme ou novela?
_Exatamente, seu Gumercindo!
_Imagina o projeto de um filme, onde você escolhe os atores mais famosos. Provavelmente, redundará em fracasso. Cada ator ou atriz desempenha melhor certos papéis e, por isso, são escolhidos. Assim deve ser uma seleção. É o que o Tite, vem fazendo.
_É verdade! E não é de graça que ele classificou o Brasil para a copa da Rússia, com tanta antecedência.

E, a morena continuava circulando de mão em mão, mas o Sérgio continuava calado e pensativo...
_E o nosso síndico, pessoal?
_Até agora não se propôs a fazer nenhuma obra faraônica, o que é muito bom nestes tempos difíceis.
_Pessoal! Vocês viram o que os Procuradores Federais, na Operação Lava Jato, descobriram o quanto o PP se beneficiou com as propinas da Petrobrás?
_Mais de 2 bilhões e 300 milhões...
- Vocês se dão conta do que poderia ter sido feito com essa montanha de dinheiro?
_Meu Deus! Essa gente deveria ser fuzilada pelo dano causado ao país...
_Infelizmente nossas leis ainda os beneficiam e, talvez, nada seja devolvido aos cofres públicos.

E o chimarrão corria solto, mas nada do Sérgio esclarecer os acontecimentos que culminaram com a prisão do Paulão.
_Luiz Paulo, meu grande vizinho e exemplar delegado!
_Ora, exagero teu! Além do mais, já tô aposentado há quase uma década, meu caro vizinho!
_Mas, pela tua larga experiência profissional, qual foi o crime que o Paulão cometeu?
_Violação de domicílio. Art. 150 do Código Penal, ou seja: Entrar ou permanecer, clandestina ou astuciosamente, ou contra a vontade expressa ou tácita de quem de direito em casa alheia ou em suas dependências.
- E, aí Sérgio, o que tu tens a nos dizer?

O Sérgio pigarreou, e estava começando a narrativa, quando ouviu a Nataly chamar-lhe pelo nome:
- Sérgio! Tua mãe no telefone!
- Corre, que é interurbano! 

Escrito por Saint Clair Nickelle, 04/04/2017 às 10h07 | sannickelle@gmail.com

publicidade





publicidade









Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br