Jornal Página 3
Coluna
Dedo na Moleira
Por Waldemar Cezar Neto

Funeral do impresso

Normalmente acordo cedo e disposto, hoje não foi diferente, mas passada a primeira hora, quando atualizo o noticiário online e preparo outras atividades do dia, foi me dando uma coisinha ruim por causa do funeral do jornal impresso.

Todos na empresa vivemos uma correria danada nos últimos dias e isso evita que a gente pense com o coração, é a cabeça que assume o comando porque o que precisa ser feito precisa ser feito e fim de conversa

Ontem o Gil Koeddermann (um dos primeiros gerentes comerciais do Página 3 e hoje bem sucedido advogado e consultor especializado em questões ambientais) postou no Facebook que sentiria falta do Página 3 impresso.

Outros leitores também lamentaram a falta daqui para a frente do que todos chamamos de cheiro de tinta.

Porém, lendo esses comentários entendi que quase todos entenderam que não é possível prosseguir no Século XXI com tecnologia do Século XVII.

Porque é muito caro imprimir e distribuir jornais, mas principalmente porque as pessoas preferem ler de outra forma, no computador, no tablete ou no celular.

É por motivos parecidos que as lojas de discos e as locadoras de filmes praticamente acabaram.

Então, como disse no começo, estava me dando uma certa melancolia até lembrar que o Internacional caiu. Aí melhorei.
 

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 12/12/2016 às 07h04 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

Ingressando no time dos vagabundos

Vagabundo
Cansado de tudo isto requeri minha aposentadoria. O direito começa a contar desde agora, mas a entrevista para conferirem se a papelada está certinha acontecerá no final de março.

Vagabundo 2
Caso minha aposentadoria se efetive passarei a pertencer ao grupo que o ex-presidente Fernando Henrique chamou de “vagabundos”.

Vagabundo 3
Na real ele se referia aos que se aposentam antes do 50, então escapei do adjetivo. Trabalho desde os 16, então são 46 anos de suor e mesmo aposentado pretendo continuar na ativa até os 70 mais ou menos.

Vagabundo 4
Requeri a aposentadoria porque do jeito que a vaca caminha em direção ao brejo está perto das pessoas precisarem trabalhar até o dia do velório sem conseguirem se aposentar.

Vagabundo 5
Não me queixo, acho certo, previdência é um sistema atuarial, quando uma das variáveis muda o cálculo deve ser refeito. E a variável que mudou é a principal, a expectativa de vida, se viveremos mais o governo terá que nos pagar mais tempo. A injustiça é nas regiões onde a expectativa de vida é menor

Vagabundo 6
O problema é que a regra só vale para nós, os comuns. O Brasil só será um país justo no dia em que deputados e senadores forem atendidos no mesmo hospital que os seus eleitores; receberem a mesma aposentadoria e forem para a mesma cela da cadeia se sobrar lugar.

Emenda Amim
O vereador Leonardo Piruka e o vice-prefeito eleito de Camboriú Ramon Jacob divulgaram nota afirmando que “cobraram explicações” de Esperidião Amin sobre votações na Câmara dos Deputados.

Emenda Amin 2
Esperidião fez uma emenda safada ao projeto anticorrupção, definindo que as autoridades teriam seis meses para investigar atos ilícitos praticados por políticos, prorrogáveis por mais seis. Depois disso prescreveriam. É quase salvo-conduto para ladrões.

Emenda Amin 3
Vereador e vice-prefeito cobrando de chefe de partido tem cheiro de ser o que é, tentativa de enganar bobos. E os bobos somos nós.

Emenda Amin 4
A tentativa de enganar bobos continua em outro trecho da nota à imprensa: “Amin relatou que é a favor de passar o Brasil a limpo, mas que para isto é necessário ter bastante calma e aprovar textos coesos e bem elaborados...”.

Emenda Amin 5
Sabem o que eu acho minhas nove leitoras? Esses políticos estão borrados, com medo do que será delatado pela turma da Odebrecht.

Emenda Amin 6
Dia desses o vereador Piruka reclamou que eu ando pegando no seu pé. Eu paro, se ele parar de achar que eu e a torcida do Flamengo somos bobos.

Os milionários
O vento deslocou uma calha aqui em casa, telefonei para várias empresas especializadas e nenhuma podia me atender. Cheias de serviço e prestes a entrar em férias coletivas como me disse um dos consultados sobre algo que só vai ocorrer dentro de 15 dias.

Os milionários 2
Anos atrás, também nesta época, ocorreu a mesma coisa o que me leva a imaginar que esse pessoal das calhas tem uma mina de ouro, estão sempre lotados de serviço.

Os milionários 3
Diante da dificuldade, chamei um marido de aluguel que me disse, “sim senhor, claro que sim, pode ser no começo da noite...”. Maridos de aluguel, portanto, não estão milionários quanto os Calheiros.

Prazo
Meu amigo Laka disse que foi besteira o Marco Aurélio tentar afastar o Renan porque isso só serviu para balançar um barco que está fazendo água. Bastava esperar mais alguns dias que o mandato do distinto teria terminando.

Prazo 2
Entendo o ministro Marco Aurélio, gente como Renan não poderia mesmo ocupar tal cargo. O problema é que se formos aplicar a mesma regra para todos, ficaremos sem presidente de Câmara e Senado. É muito ruim essa safra dos nossos representantes.

Prazo 3
Nossos não minhas nove leitoras porque para federal votei no Fabrício que ficou no banco de reservas e para senador anulei o voto.

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 10/12/2016 às 09h30 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

É assim que falta água

Sábado 03/12/2016

Celesc não avisou a Emasa -ou se avisou passou em branco- que haveria manutenção da rede elétrica em Camboriú, no domingo pela manhã, na região da captação de água bruta que fica próxima ao Colégio Agrícola.

Domingo 04/12/2016

Por volta da 5h, portanto ainda de madrugada, a Águas de Camboriú soltou um comunicado de falta de água porque essa empresa que abastece Camboriú foi avisada com antecedência pela Celesc, mas não avisou ou o aviso foi dado e não corretamente absorvido pela Emasa.

Quando faltou energia, por volta de 8h, os geradores entraram em funcionamento automaticamente, mas não havia diesel suficiente, foi necessária uma compra emergencial. Diesel não pode ficar armazenado muito tempo, ele perde qualidade.

A diretora técnica da Emasa, Kelli Dacol, foi para a empresa gerenciar a crise e teve a folga dominical arruinada.

Um dos responsáveis pela transição de governo, Edson Kratz, também arruinou seu domingo, foi para a Emasa acompanhar e ter a experiência real de como a crise pode crescer rapidamente, mesmo fora da temporada.

Com a ida e vinda de energia dos geradores, uma das bombas da estação de captação girou ao contrário e estragou, reduzindo a capacidade do sistema. Esta bomba pode ter estragado por falta de manutenção ou manutenção inadequada.

Camboriú ficou desabastecida. Balneário manteve estoque nos reservatórios.

Se fosse na primeira semana de janeiro o sistema teria se desestruturado ao final de poucas horas e o abastecimento provavelmente só normalizaria após alguns dias.

Segunda-feira 05/12/2016

Não esquecer de ligar para a Celesc e esclarecer as coisas.

Não esquecer de chamar a empresa que dá manutenção à Emasa e exigir relatórios atualizados de todo o sistema.

Não esquecer de abrir investigações sobre essa empresa, já escrevi várias vezes que ela tem envolvimento com corrupção na Emasa.

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 05/12/2016 às 07h42 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

Tese falsa sobre juízes e promotores

É falsa a tese divulgada por associações de juízes e promotores de que prever lei que os puna por crime de responsabilidade seja um excesso ou vá travar a Lava Jato.

Falsa, basta ler o texto da lei para ver que. pelo contrário, a proposta é absolutamente correta.

Salvo se a sociedade quiser tratar juízes e promotores de maneira especial, esquecendo aquele trechinho da Constituição que garante todos serem iguais perante a lei.

Pelo texto aprovado, juízes poderão responder por crime de responsabilidade, nos seguintes casos: alterar decisão ou voto já proferido (exceto se por recurso); julgar quando estiver impedido ou suspeito; exercer atividade político-partidária; proceder de modo incompatível com a honra dignidade e decoro de suas funções; exercer outra função ou atividade empresarial; receber custas ou participação em processo; manifestar, por qualquer meio de comunicação, opinião sobre processo pendente de julgamento.

E mais:

Os promotores podem ser punidos por crime de responsabilidade nos casos de emitir parecer quando estiver impedido ou suspeito; se recursar a agir; proceder de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo; receber honorários, percentagens ou custas processuais; exercer a advocacia; participar de sociedade empresarial; exercer qualquer outra função pública, com exceção do magistério e exercer atividade político-partidária.

Onde está a ameça à Lava Jato, onde está o absurdo, a perseguição ou qualquer outra tentativa de tratar juízes e promotores de maneira diferente que os outros cidadãos? 

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 30/11/2016 às 08h25 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

Luciano Hang é vivo

Luciano Hang, dono de uma rede de lojas, realizou coletiva de imprensa para esclarecer quem é o verdadeiro dono da rede, ele mesmo e não, como dizem os boatos, “coreanos, americanos, chineses, e, nos últimos anos, os filhos de dois ex-presidentes da República, Lula e Dilma”.

Ele quer “causar” e com isso conseguir mídia grátis para suas lojas. Essa de Lula e Dilma é de cabo de esquadra.


 

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 28/11/2016 às 18h03 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

Domingo de emoções para os Teixeira

 

Meu amigo Bola Teixeira e seu pai Teixeirinha jogaram futebol (o filho pro gasto e taticamente indisciplinado, o pai um dos maiores jogadores na história do futebol catarinense) e são fissurados em esporte na TV. Assistem até o Marcílio contra o Camboriú e acham bom.

O Bola rebaixou o nível do vício televisivo, agora assiste também as corridas da Nascar, na Fox Sports, onde um locutor insuportável não para de repetir Buchinho isso, Buchinho aquilo, referindo-se ao piloto Kyle Busch.

Pois nesse domingo, os Teixeira, eu e o resto da galera poderemos nos deliciar com esportes na TV porque tem a prova final e decisiva da Fórmula 1. Não sei e não vou pesquisar há quanto tempo a F1 não fica para ser decidida na última prova, mas isso é sempre emocionante.

Também tem o Parrrmeras, o time do porrrrco, que deve pendurar a faixa de campeão brasileiro no peito e, na outra ponta da tabela, a luta desesperada de Internacional e Vitória para não caírem.

Se o Inter, em casa, perder um ponto contra o Cruzeiro, estará rebaixado.

Se o Vitória vencer o Coritiba em Curitiba, o Inter estará virtualmente rebaixado porque faltando apenas uma rodada o time baiano tem 11 gols a mais de saldo do que os gaúchos.

O único resultado que serve aos colorados é vencer e o Vitória tropeçar, empatando ou perdendo. Com isso o sofrimento ficaria para a rodada final, no outro domingo e os colorados tendo que suportar um possível título do Grêmio na Copa do Brasil no meio da semana.

Como eu disse, os Teixeira pai e filho terão fortes emoções nesse domingo. 

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 25/11/2016 às 08h08 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie neste site - Normas de Uso
© Desenvolvido por Pagina 3

Endereco: Rua 2448, 360 - Balneario Camboriu - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br