Jornal Página 3
Buscar
Coluna
Dedo na Moleira
Por Waldemar Cezar Neto

Jade Saúde atende em casa

 

Assisti os programas eleitorais ainda há pouco e continuo achando tudo muito estranho.

O Japa olhando para os prédios e falando que parece que não muda, mas muda. Não muda não, é o mesmo programa eleitoral desde o primeio dia, o Japa olhando para os prédios.

O Pavan e o Fábio Flôr correndo, dançando e saracoteando, sem apresentar qualquer proposta, nenhuma.

O Fabrício tocando guitarra, saracoteando, falando das novas ideias e repetindo uma que já está ficando velha, a cidade sem muros, tratamento igual para o centro e os bairros.

E a Jade, ah a Jade com sua espetacular promessa que o governo vai atender os doentes em casa.

O governo que ela integrou até dias atrás e pretende dar continuidade, o do Piriquito, neste momento tem (veja a imagem) 1.784 pacientes esperando por uma consulta no oculista. Não conseguem atender no consultório, não vão atender em casa.

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 30/08/2016 às 13h56 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

Escondendo o maravilhoso

 


 

Acabo de ver os programas eleitorais na TV e ri sozinho da tentativa de esconderem um companheiro incômodo.

Jade, mal filmada em cenários mal escolhidos, disse que Balneário Camboriú vive há oito anos um período maravilhoso. No entanto, em nenhum momento colocou no vídeo a imagem ou falou no nome do autor de toda essa maravilha, Edson Piriquito.

Porque, tenho certeza, cada vez que o Piriquito aparecer no programa da Jade ela perderá centenas, talvez milhares de votos.

O vice de Pavan, Fábio Flôr, padece da mesma enfermidade. Disse que é deputado (uma forçada de barra porque ele é o sexto suplente do seu partido) e foi secretário da Fazenda e do Planejamento.

Sim, mas secretário da Fazenda e do Planejamento de qual governo? Se contar a verdade, que foi no governo Piriquito, também vai perder votos até porque no Planejamento sua gestão de um ano e meio foi uma droga.

O Japa Ozawa deu o recado direitinho, disse que quando olha para o filhinho dele fica pensando como será a cidade em que ele viverá dentro de 30 anos e por isso quer interferir neste futuro.

O programa de Fabricio e Carlos Humberto me pareceu tecnicamente o mais bem filmado, cenário, iluminação, figurino etc. O recado ainda não está claro, mas revela confiança pois disseram que o horário eleitoral servirá para as pessoas compararem quem está mais preparado para governar a cidade.

Amanhã tem mais, a experiência indica que nesta hora o pau está quebrando nos comitês de campanha porque uns gostam e outros detestam o desempenho do dia e a culpa sempre recai sobre o marqueteiro.

O efeito nas ruas vou ficar sabendo talvez amanhã, minha bola de cristal vai trabalhar o dia todo para ver se mudou alguma coisa de ontem para as próximas horas.

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 26/08/2016 às 13h41 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

Social, mas não tanto

 

 

Ontem recebi esta foto onde funcionários da Secretaria Municipal da Fazenda reclamam que essa moça, suposta protegida do ex-secretário e hoje candidato a vice-prefeito Fábio Flôr, usa o horário do expediente no município para trabalhos particulares. No caso, redigir uma coluna social.

Enviei a foto para minhas fontes na prefa que confirmaram a autenticidade e adiantaram que ontem ou hoje rolou forrobodó e a moça pediu a conta.

Se ela fosse cabo eleitoral do governo tenho lá minhas dúvidas se seria dedurada, mas de qualquer forma está correto porque a prefeitura não é a casa da mãe Joana, embora muita gente ache que seja.  

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 24/08/2016 às 18h00 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

Com os Jogos perdemos o foco

Os Jogos Olímpicos que uma minoria dizia que iríamos detestar foram tão empolgantes que tiraram do foco coisas importantes como saber que na Passarela da Barra, só na parte metálica, foram roubados R$ 8,5 milhões da população de Balneário Camboriú.

Não sou eu quem diz, é o Tribunal de Contas do Estado.

E quem roubou foi o governo de Edson Piriquito que até hoje não pediu desculpas.

Dias atrás, quando informei que os bens do prefeito estavam congelados ele me chamou de mentiroso ou coisa parecida, mas estão congelados sim.

Também saiu do nosso foco o fato que estes podem ser os últimos dias da Dilma Roussef presidindo a República, o processo de impeachment inicia dentro de poucas horas.

Curioso que o governo Piriquito a gente sabe o que foi roubado, está ali a Passarela Trato Feito cujo metal deveria custar R$ 3.354.837,21 e custou R$ 10.243.796,00.

Já a Dilma, pelo que sei, não foi acusada de roubar nada, só a esperança do povo.

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 23/08/2016 às 15h57 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

Que lindo

 

Fornecedor da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú especializado em: Comércio varejista de outros artigos de uso pessoal e doméstico não especificados anteriormente; Comércio varejista de outros produtos não especificados anteriormente; Comércio varejista especializado de eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo; Comércio varejista especializado de equipamentos de telefonia e comunicação; Comércio varejista especializado de equipamentos e suprimentos de informática; Construção de edifícios e Construção de estações e redes de telecomunicações.

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 16/08/2016 às 15h13 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

Pesquisas falsas invadiram a rede

Nos últimos dias pesquisas eleitorais falsas foram distribuídas em redes sociais para enganar os eleitores de Balneário Camboriú.

No Tribunal Superior Eleitoral apenas duas pesquisas, da Faculdade Avantis, foram registradas e os números de uma delas, feita na segunda quinzena de julho, são de conhecimento público: na estimulada Fabricio Oliveira tinha 60% das intenções de voto, Pavan 20% e Jade Martins 13%. Indecisos eram 7%.

Agora, numa das pesquisas falsas, Pavan disparou, empatou com Fabrício e deixou Jade comendo poeira.

Em outra pesquisa falsa Fabrício tem 57% e pode encomendar o terno da posse porque Pavan aparece com 16% e atrás de Jade que tem 18%.

Numa terceira pesquisa falsa Pavan tem 31%, Fabricio 16% e Jade 12%. Esta é realmente espantosa porque no relatório consta que foi feita pelo Grupo Empresarial FHB, uma empresa que não existe há oito anos, foi baixada em 2008 na Receita Federal.

 

 

Escrito por Waldemar Cezar Neto, 12/08/2016 às 13h54 | waldemar@camboriu.com.br

publicidade

1 2 3 4 5 6

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie neste site - Normas de Uso
© Desenvolvido por Pagina 3

Endereco: Rua 2448, 360 - Balneario Camboriu - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br