Jornal Página 3
Coluna
Puxando Rede
Por Fabiane Diniz

The OA

Final de ano está ai com suas festas habituais agendadas, muitas confraternizações, felicitações a Jesus, e é também um momento delicado para alguns, que assim como eu, tem aquela vontade de estar com as pessoas que ama por perto mas que nem sempre é possível, a obrigação de felicidade faz brotar no coração aquela típica dose de sentimentalismo, de saudosismo, de infância.

E nesse clima, com as emoções a flor da pele, descobri “The OA”, série original Netflix que tem a americana Brit Marling como roteirista, diretora e protagonista. E foi nessa tripla jornada que a deusa Brit entregou um lindo conto de esperança, que fica entre a ficção e a fantasia. Bem na verdade ela divide as tarefas de direção e roteiro com Zal Batmanglij.

The OA, abre sua história inesperadamente após 58 minutos de introdução. A primeira temporada tem um total de 8 episódios, e cada um deles encerra com um convite para assistir o próximo. A trilha sonora é fantástica.

De todas as críticas que li teve bastante gente não gostou, até por ter episódios longos, as vezes lentos, então é por sua conta e risco. Não quero entrega spoilers dessa série, pode ser fatal. Por isso tente não ler muito sobre ela. E quem assistir volta com uma opinião. Boa série.

Escrito por Fabiane Diniz, 20/12/2016 às 15h17 | fabdiniz@gmail.com

publicidade





publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br