Jornal Página 3
Coluna
Puxando Rede
Por Fabiane Diniz

Estamos cada vez mais atentos

Quando as coisas eram feitas por debaixo dos panos, e algumas ainda são, poucas pessoas sabiam quando um funcionário era ‘fantasma,’ até porque ele não aparecia, não é mesmo? Quem sabia da ‘maracutaia’, a guardava a sete chaves, fazia segredo.

Também era fácil criar um ambiente de terror; porque quando a informação caía nas mãos de um jornalista começava-se então uma espécie de caça às bruxas, até chegar na fonte, e chegavam nela.

Por sistema de eliminação sempre conseguiam saber quem tinha entregado o esquema à imprensa. E nesses casos familiares sofriam todo tipo de retaliação psicológica (difamações) e empregatícia (dispensas), notem que existe sim uma escala hierárquica de comando, de terror no crime.

O terror e o medo são mais fortes que a compaixão e a benevolência. Impulsionam exércitos e dão objetivo à vida. É natural, orgânico. Desde os primórdios o homem está entregue à própria sorte e historicamente precisa se defender, e a família.

E mais, desde bem pequenos somos incorporados no sistema feudal da sociedade, como quando nos diziam “manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Pois então!

Podem dizer que as coisas não são bem assim, que é exagero. E é verdade, gosto de elevar tudo na potência máxima, e talvez por isso não me espanto com quase nada. Até dia desses.

Pro meu espanto, vejam só, ainda nos dias atuais tentam nos pintar como abobalhados, desinformados. E o Brasil não é mais o mesmo do tempo da colonização, senhores! O país mudou, o mundo mudou, a internet mudou o jeito de se enxergar o outro.

Transparência

Ninguém está longe dos olhos atentos e curiosos dos jornalistas, dos eleitores, do cidadão. Os portais de transparência estão aí para nos dar exatamente o que tentaram esconder por décadas em arquivos nos porões dos prédios governamentais.

Hoje quando um político emprega um funcionário fantasma, a folha está online, a comprovação é feita na hora. Também não precisamos confirmar com 20 fontes pra saber da existência, ou não, de um empregado em um determinado departamento.

Acostumem-se com isso e comecem a agir dentro da lei, larguem mão de dar jeitinho nas coisas, de querer tirar um troco em cima da coisa pública. Porque serão pegos. Mais cedo ou mais tarde, serão pegos.

Se fossemos colocar em gráfico o tanto de denúncias que o Página 3 já fez durante os últimos 25 anos, e o tanto de condenações geradas a partir desses casos, seria um pouquinho desmotivador.

Mas o crime, ele compensa?

Não podemos contar com a justiça, infelizmente ainda não, ela é lenta e oferece muitas brechas por onde os larápios costumam se embrenhar.

Em um cenário apocalíptico -e verídico-, acabam como filhos abençoados pela santa mão do martelinho, ou por uma dezena deles. Porque o que não falta é instância pra onde re’correr’.

E isso fortalece também a ideia de que a denúncia estava errada, quando não está, discurso que gostam de usar e fazer, pobres coitados alvos de mentiras descabidas. (momento de dó).

Alguns desses santos censuram jornais de chegar às repartições. Outros gritam pelas esquinas que os jornais estão a trabalho de um inimigo imaginário, em geral tirado do terror criado em cima de algum aspecto econômico, um bicho papão qualquer.

Esqueçam, estamos cada vez mais atentos, suportamos mais de uma vez o medo e o terror.

É costume que pode mudar

Recebo propostas de publicações que são feitas pra parar e pensar, com que tipo de gente essas pessoas estão acostumadas? Alguém realmente publica isso?

“Cada um tem seu preço”, é mais um dos mantras equivocados que nos fazem parecer fracos.

Exijam respeito, façam-se ser respeitados e não é com ameaças, plantando terror que isso vai acontecer. Cada vez mais estamos longe dessa prática.

Estamos seguros e empoderados com a transparência.

Escrito por Fabiane Diniz, 02/09/2016 às 09h44 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

Passa ou Repassa

Vamos lá, mais um jogo educacional promovido pelo governo Dias pra ensinar as pessoas o que é o quê.

Qual a diferença da *passarela da Barra e a *ponte de Ilhota? Fora o custo de 33 milhões. Notícia aqui

Resposta:

Passarela: Passagem elevada para pedestres.

Ponte: Tudo que serve de ligação ou comunicação.

Escrito por Fabiane Diniz, 01/09/2016 às 10h13 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

Missão concluída com sucesso ... (?)

Hoje o Brasil acompanhou mais um ato da nossa recente democracia. Nesse ato senadores destituiram um presidente da república, pela segunda vez. Na década de 90 outro presidente sofreu impeachment, Fernando Collor (hoje senador), quer dizer, na prática não porque renunciou antes.

E com uma decisão tão importante como essa, tem as pessoas que comemoram, e tem os eleitores da Dilma que estão descontentes.

Mas não se trata apenas de dois pólos, tem ainda os que não votaram no PT e que não concordam com o impeachment, não da forma como aconteceu, porque .. bom, porque foi premeditado para estancar uma das maiores investigações que já aconteceu no país.

Na verdade é um perde e ganha sem fim.

Mas felizão mesmo estão os partidos que orquestraram o impeachment, com a ajuda de uma parte dos brasileiros e de instituições insatisfeitas com o governo de Dilma Rousseff.

O diálogo completo está aqui .. Pode dizer, azar de quem se uniu ao PMDB só para aprovar medidas economicas no congresso.

Dilma fez procunciamento após decisão e diz que volta para eleição de 2018, já que está elegível de acordo com o STF, que permitiu duas votações distintas no congresso. O TSE já disse que ela é Ficha Limpa, então não há impedimento, ao contrário do que parte do PMDB queria, e ao contrário de Michel Temer que é inelegível segundo o mesmo TSE. Felizes mas nem tanto. E dá-lhe fogos de artifício!

Escrito por Fabiane Diniz, 31/08/2016 às 16h44 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

Atenção, passarela é só para pedestres!

Dei uma passada rápida nos comentários sobre a inauguração da Passarela da Barra nas páginas de Balneário e o que me impressionou um pouco é que ainda existem pessoas confusas com a obra, uma parcela até que considerável das pessoas tem a ideia errada de que vai poder atravessar de um lado pro outro no seu possante, evitando a BR! Não, amigos. A passarela é apenas para pedestres, esqueçam isso e não criem mais ilusões.

Depois de tanto tempo a obra ali parada vocês ainda acham que é uma ponte? Por favor!

Escrito por Fabiane Diniz, 30/08/2016 às 16h26 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

Piriquito não surpreende

Semana passada falei que o Pirica estava ensaiando uma inauguração da ponte da Barra, e ouvi "imagina, não está pronta".

E precisa estar pronta? Não.

Fotos PMBC

Tá aí (notícia fresquinha), vai inaugurar do jeito que está...

Faz uns enfeites, coloca umas luzes, dá uma limpada na bagunça, arruma um elevador, abre somente na inauguração e depois fecha outra vez pra reparos. Prática comum em ano eleitoral.

Se não tem elevador, manda o povo subir de escada mesmo! O importante é inaugurar antes das eleições.

Escrito por Fabiane Diniz, 30/08/2016 às 15h21 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

A Erundina, gente!

Os candidatos ganham o número x de tempo na tv, matemática feita usando variáveis como representação nacional do partido e das coligações feitas. Em São Paulo, a candidatada do PSOL, Luísa Erundina depois de ser colocada pra escanteio no debate da Band, resolveu protestar com um gif/meme famoso do John Travolta, nos 10 segundos que tem direito na tv. É engraçado, eu achei!

Campanhas municipais costumam ser um palco cômico. Aqui mesmo em Balneário, Pedrão Pão de Batata, meme dessa internê loka, é candidato a vereador. As vezes é pra rir, as vezes é pra chorar de rir.

Escrito por Fabiane Diniz, 26/08/2016 às 14h18 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie neste site - Normas de Uso
© Desenvolvido por Pagina 3

Endereco: Rua 2448, 360 - Balneario Camboriu - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br