Jornal Página 3
Coluna
Puxando Rede
Por Fabiane Diniz

Perfil dos candidatos

Por Dihego Kowalsky

Com a iminência das eleições municipais as ruas borbulham com antecipação e posicionamentos que, embora polarizados, de maneira alguma se comparam as discussões sobre a última disputa eleitoral que nos presentearam com uma conjuntura social digna de guerra civil.

Sendo assim, o momento parece propício para um breve resumo das opiniões ouvidas nas ruas de Balneário por esse que vos escreve.

A fim de evitar desavenças pessoais não usarei os nomes dos candidatos e sim o número da sigla.

40
Com a imagem de um homem que é arrumado pela mãe até os 40 anos de idade, o candidato das ideias novas vem embalado nas pesquisas. A insatisfação generalizada do povo com a política criou um solo fértil para o candidato pouco polêmico, cujo a imagem agride tanto quanto sorvete de creme ou arroz branco sem sal.

O principal argumento dos que se opõem ao antigo promotor (de festas) é que o mesmo tem fortes vínculos com figuras religiosas, tendo inclusive sido eleito em 2014 com o apoio do pastor Silas Malafaia. Obviamente, alarmes soam em cérebros pensantes toda vez que política e religião são misturados. Além disso, na opinião dos opositores, a imagem paroquial e valores conservadores não condizem com o ar libertino que a BC loka demorou anos para cultivar.

45
Liderado pelo candidato mais experiente dos 4 pretendentes ao trono da rua Dinamarca (o que, de maneira alguma, é visto como uma qualidade) o 45 vem ganhando força nas mais recentes pesquisas. Embora poucos questionamentos sejam feitos à respeito de sua capacidade de realizar coisas em prol da cidade, muito se comenta sobre sua capacidade de realizar coisas em benefício próprio utilizando-se da posição privilegiada conquistada com votos do povo.

Tal qual um tio abonado que lhe dá ótimos presentes, mas que lhe molesta quando ninguém está olhando, os serviços prestados pela ave espalhafatosa são vistos com olhos desconfiados por aqueles que dele desconfiam (eu sei, escrevo muito bem).

15
Embora traga consigo o poder da máquina (des)governamental para a eleição, a candidata é relativamente desconhecida fora do reino da Dinamarca. Junte-se a isso a postura e extravagância de uma professora de 5ª série e o resultado é uma candidata tão interessante quanto um pão sem manteiga.

Isso porém é o menor dos problemas da candidata. A imagem altamente desgastada do governo atual torna o apoio da prefeitura tão interessante quanto uma colonoscopia grátis ou um belo terreno em Chernobyl.

50
Embora tenha apresentado ideias bastante racionais e um nível de cinismo baixo até demais para um candidato a prefeito, o Kim Jong Un do litoral esbarra, ao ver dos eleitores, nas associações feitas com sua sigla e na honestidade inocente do candidato que pretende transformar uma cidade de econômia ultra-liberal em uma comuna utópica auto-sustentável.

É díficil imaginar que, em uma cidade onde 75% dos eleitores votaram para um partido de direita nas ultimas eleições, o povo eleja nessas eleições um candidato que se associa à figuras como Jean Willys e Gleisi Hoffmann.

Aos que leram até aqui na esperança de uma opinião, resposta ou ao menos de uma conclusão no mínimo inteligente peço desculpas. O texto acima foi resultado de uma dose cavalar de café combinada com o marasmo de uma segunda-feira. Aos que gostaram do que leram: fico feliz em poder agradar. Aos que não gostaram do que leram: fico igualmente feliz em poder desagradar. Vlw, flw.

Texto de Dihego Kowalsky, morador de Balneário Camboriú 

Escrito por Fabiane Diniz, 20/09/2016 às 11h26 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

Precisamos falar sobre Auri

Hipoteticamente existe alguma chance de Auri Pavoni ser nomeado a algum secretariado caso o Fabrício vença a eleição?

A sigla que o abriga, o PDT, é parte da coligação "Novas Ideias" à prefeitura.

Se existe essa chance, ele será a única figura pública que já esteve envolvido diretamente, em cargo de importância relevante, em todos os mandatos de Balneário Camboriú nos últimos 15 anos, já que foi secretário do Rubens (PSDB) e do Piriquito (PMDB).

Nas redes socias Auri se mantêm longe das eleições.

Forçado a deixar o governo

Auri foi afastado do cargo que ocupava pelo Ministério Público, durante a operação Trato Feito. Há quem diga que injustamente, advogados não lhe faltam.

Segundo o Gaeco, Auri tinha "forte influência sobre o diretor Rui Jan Dobner", responsável pelas licitações investigadas na época. O Gaeco também gravou conversas onde empresários pedem ao ex-secretário agilidade no processo de alvarás, o que fez a polícia lhe atribuir o insumo de uso de cargo público para interesse de particulares.

Auri no Planejamento

Ao ex-secretário são atribuidas obras importantes na cidade, como a Avenida Martin Luther, 5º Avenida, 4º Avenida, as elevadas espalhadas pela cidade, entre outras. Auri iniciou planejamento no governo do PSDB e os terminou no governo do PMDB.

Movimento Salve a Rainha

Enquanto secretário Auri foi acusado pelo Salve a Rainha como o principal responsável pela duplicação de parte daquela estrada, o que o movimento considerou uma obra desnecessária para os fins declarados.

Até hoje o Salve a Rainha move na justiça ações contra a prefeitura e contra o ex secretário, que foi declarado como improbo pelo MP. Nos processos envolvendo o Salve a Rainha também está Carlos Humberto Silva, candidato a vice prefeito.

O Salve a Rainha foi um dos maiores movimentos populares de Balneário Camboriú e mobilizou centenas de pessoas. A página deles está desde agosto sem atualização, não é possível saber qual o posicionamento político dos coordenadores.

A pergunta que fica é: será que ele volta?

 

Escrito por Fabiane Diniz, 14/09/2016 às 14h48 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

NFL voltou

A temporada do futebol americano começou, e só no final de semana já foram 16 jogos!

A NFL é transmitida pela ESPN e pelo canal Esporte Interativo, que faz jogos (não todos mas alguns como o Sunday Night Football)  gratuitos para a internet através do site eiplus.com.

Dias de jogos: quintas-feiras, domingos e segundas-feiras.

Tudo o que vc precisa saber sobre Futebol Americano estão nos links: Regras, Paixão está em Campo, Tecnologia em Jogo, Super Bowl 50

Daniella Kowalsky, do site Luluzinha Club, todo voltado ao futebol americano fala sobre a temporada 2016/2017: "Os fãs podem esperar uma temporada disputada como sempre, cheia de surpresas como já foi a primeira rodada. Arriscar Super Bowl assim de primeira é difícil, times que parecem bons no papel e nas análises podem não desempenhar o que se espera deles em campo, mas se fosse dar um chute longo, Packers x Patriots pode ser uma opção já que sempre são times dominantes em suas divisões."

Ainda segundo Kowalsky, as partidas de quinta-feira serão transmitidas pelo twitter, devido acordo feito com as franquias. É novidade e começa a partir dessa semana.

Boa temporada aos fãs do esporte!

Escrito por Fabiane Diniz, 13/09/2016 às 14h11 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

Jade, Quem?

O cara se diz jornalista, comenta eleições municipais de todas as cidades do mundo (Brasil), menos a que ele mora (Balneário Camboriú). Configura o ditado "não tem nada de bom pra falar do meu candidato, então melhor ficar quieto", será?

Jade Martins além de ser sucessão do governo desastroso de Edson Pirica Dias tem o fato de ser desconhecida na cidade, eu pergunto sobre a Jade nas ruas e as pessoas me respondem, “quem?”

Publicamos esses dias no Facebook uma das promessas de campanha do PMDB, eles falavam em um pacote de obras para os Municípios. Mas se em oito anos não conseguiram arrumar os buracos da Biguaçu. Sei não essas promessas ai.

Na Vila Real tem ruas que são só buracos, muitas, sofro em ir de carro 'praquelas' bandas, ruas como a Dom Daniel (foto). Vila Real é ali do ladinho, aproveita e promete mais isso também.

Mara Alice

Aliás, em toda a campanha da Jade pode ser inserida a frase “não conseguimos em 8 anos, mas... agora vai“

Já o Fabrício continua na campanha das selfies. Nunca vi alguém tirar tanta selfie na vida, depois das eleições deve procurar um tratamento pra se livrar dessa droga.

E o Pavan, Propositivo? Ele deve estar adorando que as campanhas começaram a esquentar os ânimos dos exércitos. Ele é bom em se fazer de vítima (brasileiro adora uma vítima), e baita carismático, vai dizer! Só isso explica porque todo mundo fala da pensão que ele recebe como ex-governador, fazem até drama na narrativa, mas o eleitor do Leonel nem dá bola! Só pode ser o carisma, não tem?

E o Japa, Prof. Ozawa foi o único que comentou sobre a inauguração da Passarela da Barra. Ponto pra ele!

 

Leia também:

 

Escrito por Fabiane Diniz, 08/09/2016 às 11h58 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

Os anônimos da campanha política

Após nota de repúdio do presidente do PSDB de Balneário Camboriú, Junior Pavan, a página de humor no FB "BC da Deprê", que foi por Junior associada a outra página, "Click Camboriú"; mudou de nome. Agora ela chama Balneário BC. O site da página foi removido do ar pelos autores.

Quanta credibilidade!

Não é de hoje que anônimos fazem ataques a candidatos políticos em tempos de campanha. Recentemente Fabricio de Oliveira denunciou uma página com conteúdo difamatório, segundo ele (não vi pra dizer se era mesmo), e também de autores anônimos.

Em uma campanha passada, um outro assessor do Piriquito usando o pseudônimo Ricardo Schnuffler, também gostava de disparar calúnias pela rede.

Em todos esses casos, os "anônimos" foram descobertos.

Os tempos mudam, o modus operandi continua o mesmo. Enquanto à luz do jogo todos pedem uma campanha limpa, nas sombras é só sujeira.

Precisamos definir, anônimos serão aceitos?

 

Escrito por Fabiane Diniz, 07/09/2016 às 08h16 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

Uber em Floripa

Fui a Porto Alegre e tive minha primeira experiência com o Uber. E ontem fiquei sabendo que ele está pronto para descer aqui pertinho, em Floripa.

Minha amiga Rita Helena, que viaja muito mais do que eu e pra todo lado do mundo, também usou o Uber pela primeira vez, mas ela testou o serviço no Rio de Janeiro, durante as Olímpiadas, período que prometia aquele caos e bagunça pela cidade. “Que maravilha, Uber é vida!”. foram as palavras que ela usou pra definir o serviço. 

Estou a ponto de concordar com a Rita. Economicamente é uma maravilha mesmo. E são rápidos, chamou-chegou.

Entramos em Porto Alegre e o local que nos hospedamos -casa de amigos- não havia garagem, era um desses apartamentos antigos que ficam nos centros das grandes cidades, sem lugar para carros.

A saída foi deixar em um estacionamento próximo. Foi a última vez que o vimos durante nossa estadia ali. Só andamos de Uber, pra cima e pra baixo.

As saídas ficaram entre R$10,00 e R$12,00, para irmos a locais que não eram possível ir a pé.

Por aqui, ainda sem o Uber, peguei um táxi na quinta-feira e achei bem caro se for comparar, um curto trajeto custou R$25,00.

As duas corridas foram noturnas.

Nos dois serviços os motoristas foram atenciosos e gentis. Os carros Uber e o táxi eram novos.

No Uber não existe troca de moedas, na hora do pagamento o aplicativo debita do cartão.

Estava pensando, será que um dia chega em Balneário Camboriú?

Escrito por Fabiane Diniz, 06/09/2016 às 14h34 | fabdiniz@gmail.com

publicidade

1 2 3 4 5 6 7 8 9

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie neste site - Normas de Uso
© Desenvolvido por Pagina 3

Endereco: Rua 2448, 360 - Balneario Camboriu - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br