Jornal Página 3
Coluna
CINERAMA BC
Por André Gevaerd

Texto de Steve Solot sobre o Turismo Cinematográfico

Prezados leitores,

Poucos entendem a importância do trabalho de uma Film Commission no Brasil. O ótimo texto abaixo, de Steve Solot, pode esclarecer muito.

Balneário Camboriú tem a primeira Film Commission do Estado de Santa Catarina e é uma das cidades do Brasil mencionadas pelo especialista.

Abraço, André Gevaerd.

 

O TURISMO CINEMATOGRÁFICO

Ao contrário das tendências da economia geral no Brasil, o setor audiovisual (cinema e TV) está em alta. Puxado por vários sucessos de cinema nacional e a nova lei de TV paga (Lei nº 12.485/11), o mercado brasileiro audiovisual está passando por uma fase de crescimento impressionante, especialmente se comparado a outros países da América do Sul. Também, cada vez mais os produtores nacionais e internacionais procuram em várias regiões do Brasil, cenários e locações atrativas para as suas produções de cinema, TV, documentários e publicidade.

Para aproveitar esta tendência, e transformá-la em benefícios concretos nos locais onde os filmes e programas de TV são rodados, as cidades e estados brasileiros precisam se organizar para receber turistas motivados a visitar tais locais. Eis o chamado “Turismo Cinematográfico”.

O turismo cinematográfico abarca a influência de filmes, programas e séries de TV, e publicidade nas decisões de turistas ao escolherem os destinos para visitar. A representação nas telas das cidades e regiões tem um impacto econômico significativo no turismo e no fortalecimento da promoção cultural das regiões.

Apesar de não existirem muitas estatísticas sobre o tema no Brasil, estima-se que o turismo cinematográfico global movimente cerca de 40 milhões de turistas a cada ano. O turismo induzido pelo cinema e pela TV já é considerado uma fonte significativa de benefícios para regiões específicas, e vários países têm orientado toda sua estratégia oficial de promoção turística precisamente em função da difusão das locações onde foram rodados filmes e séries de TV.

Um filme atua sobre o espectador como um folheto virtual, com três vantagens sobre a publicidade turística convencional: é mais duradouro no tempo, alcança um público maior e cria vínculos emocionais ao integrar a paisagem nas histórias e personagens que atraem o espectador de maneira mais intensa.

Existem numerosos exemplos internacionais do impacto de filmes e séries de TV no aumento do turismo e visitas a locações específicas para promover o branding de cidades ou países. Veja alguns exemplos mais conhecidos, de acordo com Hudson & Ritchie (2006):

•    “Coração Valente”, Escócia: aumento de 300% no ano após o lançamento.
•    “Campo dos Sonhos”, Iowa: 35.000 visitas em 1991.
•    “Quatro Casamentos e um Funeral,” The Crown Hotel, Amersham, Inglaterra: Reservas esgotadas durante 3 anos após o lançamento.
•    “Harry Potter”: Várias locações na Inglaterra: aumento de mais de 50% em todas as locações de filmagem.
•    “Missão Impossível”: Parques Nacionais, Sydney: aumento de mais de 200% em 2000.
•    “Troia”: Canakkale, Turquia: aumento de 73% após o lançamento.

Com a ascensão rápida da popularidade de séries de TV na TV por assinatura e VOD (vídeo-on-demand), também surgiram várias locações procuradas por turistas após assistirem seus programas prediletos. Entre os casos internacionais mais conhecidos estão:

•    “Game of Thrones”: Irlanda e Belfast
•    “Downton Abbey”: Oxfordshire e Highclere
•    “Breaking Bad”: Albuquerque, Novo México

No Brasil, muitas cidades estão se movimentando para gerar um “brand” e visibilidade em torno das filmagens de cinema e programas de TV como:

•    Recife – recebe a TV Globo para gravar cenas de “Geração Brasil”.
•    Brasília – o cenário da nova minissérie de Fernando Meirelles, “Felizes para sempre”.
•    Rio de Janeiro – “Rio”, a animação de Carlos Saldanha, um cartão postal da cidade.

Embora a estratégia de Turismo Cinematográfico possa ser feita por um órgão oficial do governo, como um Ministério de Turismo ou uma entidade como a Embratur, cabe à film commission local implementar a estratégia e, efetivamente, receber e orientar as filmagens.

O que é uma film commission? – Uma Film Commission (FC) ou escritório de apoio ao audiovisual, visa à promoção da cidade ou do estado como destino privilegiado para a filmagem de produções audiovisuais nacionais e internacionais, para contribuir com o crescimento econômico e a criação de empregos. A função básica da FC é oferecer o atendimento aos produtores com a estrutura e logística necessárias, e realizar a interface com o poder público, para facilitar as filmagens.

No Brasil, o interesse por film commissions e o seu potencial para atrair produções audiovisuais tem crescido a cada ano. Desde 2008, pelo menos 15 entidades intitulando-se film commissions surgiram pelo Brasil para promover suas respectivas jurisdições como locais ideais para produções de conteúdo audiovisual. Entretanto, apenas duas film commissions do Brasil constam como membros da entidade internacional de film commissions, a AFCI (Association of Film Commissioners International): São Paulo e Rio de Janeiro.

Em 2009, a proliferação de film commissions no Brasil levou o Governo Federal a criar um Grupo de Trabalho Interministerial (GTI) para analisar o fenômeno, recomendar providências para organizar a atividade e garantir um patamar mínimo de profissionalismo no setor. No entanto, até hoje, nada concreto foi feito nesse sentido. Além disso, a entidade formada para representar as film commissions no país, a Aliança Brasileira de Film Commissions – ABRAFIC, foi extinta, deixando o setor sem representação e apoio.

Por outro lado, pela primeira vez, as film commissions (escritórios de apoio a produções audiovisuais nacionais e estrangeiras no Brasil) foram incluídas no “Plano de Diretrizes e Metas para o Audiovisual” da Agência Nacional de Cinema (Ancine), o que pelo menos significa o reconhecimento oficial das film commissions e seu papel positivo na cadeia econômica audiovisual brasileira.

Os desafios - A Rio Film Commission (RFC) tem sido chamada convidada com frequência para oferecer orientação a várias cidades e estados brasileiros (Nova Friburgo – RJ, Armação dos Búzios – RJ e Campo Grande – MS) que almejam criar suas próprias Film Commissions e Balneário Camboriú – SC que acaba de criar a 1ª Film Commission do Estado de Santa Catarina. Considerado um modelo para o pais, a RFC tem oferecido gratuitamente explicações de suas funções, alternativas para constituição de pessoa jurídica, operações e administração interna, além do desenho de um plano estratégico que inclui o turismo cinematográfico. Essas iniciativas representam um despertar dos governos locais acerca do quanto pode render um investimento mínimo em estrutura de film commission para gerar benefícios importantes para suas comunidades.

O momento é apropriado para uma reorganização e capacitação efetiva do setor de film commissions no Brasil. Apesar dos Jogos Olímpicos de 2016 estarem concentrados no Rio de Janeiro, espera-se uma verdadeira invasão de jornalistas, cineastas e equipes de filmagem para visitar o país, com o objetivo de criar reportagens sobre a cultura, costumes, gastronomia e outros aspectos da vida brasileira para os espectadores de seus países, ávidos para conhecerem as idiossincrasias do Brasil. São múltiplas oportunidades para promover o turismo cinematográfico em grande escala no Brasil. Ainda há tempo para aproveitar esse momento. Se uma imagem vale mais que mil palavras, uma imagem em movimento vale muito mais!

Escrito por André Gevaerd, 21/01/2015 às 14h59 | andre@cineramabc.com

publicidade

14ª Mostra de Cinema Infantil abre inscrições para filmes

Evento pioneiro no país contará com programação competitiva e não-competitiva, além de debates, encontros e palestras sobre o atual momento do audiovisual brasileiro para crianças.

Estão abertas até 7 de março as inscrições para a 14ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, que ocorre no Teatro Governador Pedro Ivo Campos, de 5 a 14 de junho. Podem participar da seleção produções nacionais de todos os gêneros e formatos de curta-metragem, preferencialmente inéditas em Santa Catarina.

As obras serão exibidas na mostra competitiva e não-competitiva. Em uma parceria com a TV Brasil, o festival premia o Melhor Filme de Animação, de Ficção e a Melhor Série, escolhidos por um Júri Oficial, e também dá voz as crianças, com o Prêmio Especial escolhido pelo público infantil. Todos receberão o prêmio aquisição da TV Brasil no valor de R$ 5 mil. 

O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis em www.mostradecinemainfantil.com.br. Todo o processo é online, incluindo o envio dos filmes. A relação das obras selecionadas será divulgada no início de abril.

Os filmes inscritos e selecionados serão exibidos gratuitamente aos estudantes da rede pública e particular de ensino durante os dias de realização da Mostra e em mostras itinerantes em comunidades na Grande Florianópolis e outros municípios catarinenses.  

Em 2014, por meio do Circuito Estadual de Cinema Infantil, o evento - um dos únicos no Brasil voltados à produção audiovisual com linguagem para crianças e adolescentes - atingiu cerca de 100 mil espectadores em todo o estado, com exibição de mais de 80 filmes da produção brasileira atual.  

A Mostra, pioneira no país, promove o fortalecimento e a circulação do cinema brasileiro voltado às crianças e jovens e discute questões ligadas à educação, à cultura e ao audiovisual para a infância, além de promover uma ampla inclusão social. É uma realização da Lume Produções Culturais, com apoio do Núcleo de Ação Integrada e patrocinadores.

 

 

Para mais informações, entre em contato pelo e-mail inscricoes@mostradecinemainfantil.com.br ou pelo telefone (48) 3065 5058.

Escrito por André Gevaerd, 13/01/2015 às 18h33 | andre@cineramabc.com

publicidade

Abertas as inscrições para o 5º CINERAMABC

Estão abertas as inscrições para o 5º CINERAMABC - Festival Internacional de Cinema em Balneário Camboriú!
 
Leia o Regulamento, preencha a Ficha de Inscrição e siga as instruções.
 
Regulamento
 
Ficha de Inscrição
 
 
Em caso de dúvida favor comunicar-se através do e-mail filmes@cineramabc.com
Escrito por André Gevaerd, 01/01/2015 às 19h21 | andre@cineramabc.com

publicidade

CATARINA CRIATIVA AGUARDA PROJETOS DE PRODUTORES CATARINENSES

O diretor Carlos Eduardo Somaggio, que está trabalhando pelo desenvolvimento do setor cultural no estado de Santa Catarina. O Catarina Criativa? busca incluir todos os polos produtivos do estado. Cadu Somaggio? declarou que "O Lab Catarina Criativa vai aproximar os autores e produtoras audiovisuais catarinenses dos canais de TV, e assim, abrir novas possibilidades de financiamento e exibição para as produções audiovisuais de Santa Catarina”.
Agora ele espera por projetos para fazer uma difícil curadoria frente a possibilidade de histórias e potencial catarinense.
 
 
Estão abertas as inscrição para o Lab Catarina Criativa 2014. Os autores catarinenses (pessoas físicas) deverão submeter propostas de séries de TV nas categorias: documentário, ficção, animação e formato de obra (programa de variedades ancorado por apresentador e reality show). O Lab vai dar preferência por séries de TV que estejam associadas a apps, games e outras mídias. Serão selecionadas as 10 melhores propostas de cada categoria, que após estabelecer parceria com uma produtora audiovisual catarinense, receberão consultoria individual com experts, e também receberão ajuda para conquistar um canal de TV para seu projeto. Em parceria com uma TV regional, o Catarina Criativa garantirá que alguns projetos catarinenses conquistem um contrato de pré-licenciamento com a TV, e assim, estarão aptos para acessar as verbas do Fundo Setorial do Audiovisual.

O programa Catarina Criativa é promovido pelo Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina – CODESC, em parceria com Sindicato da Indústria Audiovisual de SC - Santacine, filiado à FIESC, Cinemateca Catarinense, Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Cinematográfica e do Audiovisual de SC - Sintracine, Associação Catarinense de Empresas de Tecnologias - ACATE e Sapiens Parque. A realização é da Fundação CERTI e Instituto Catarina Criativa. O Catarina Criativa tem o apoio da Associação Brasileira de Produtoras Independentes de Televisão (ABPITV)".

 

 

Escrito por André Gevaerd, 12/12/2014 às 16h36 | andre@cineramabc.com

publicidade

BALNEÁRIO CAMBORIÚ ESTIMULA A CONSTRUÇÃO DO AUDIOVISUAL CATARINENSE

BALNEÁRIO CAMBORIÚ E A CONSTRUÇÃO DO AUDIOVISUAL CATARINENSE

A organização e mobilização que os membros das setoriais ligadas ao audiovisual no estado de Santa Catarina está tendo efeito positivo.

A agenda do dia 24/11 apresentará novas possibilidades em dois importantes eventos. O dia começa as 9:30 com uma reunião junto ao Catarina Criativa e Santacine. Às 14:00 é a vez da Assembléia Geral da Setorial Audiovisual Catarinense.

Isso torna cada vez mais real a possibilidade da consolidação de um Polo Audiovisual na região. Os eventos são gratuitos e abertos ao público.

No município de Balneário Camboriú a contribuição da Setorial Audiovisual têm levado a resultados concretos e estimulado avanços na Prefeitura de Balneário Camboriú e na Fundação Cultural de Balneário Camboriú liderada pelo sr. Anderson Beluzzo, um dos principais responsáveis pela criação da BC FILME.

A BCFilme articula a inclusão de Balneário Camboriú e Região na rota estratégica da Economia Criativa Audiovisual junto ao Programa de Desenvolvimento Industrial de Santa Catarina – PDIC 2022, da FIESC – Federação da Industria Catarinense.

O Presidente da Fundação Cultural de Balneário Camboriú informa que em tratativas com Carlos Henrique Ramos Fonseca, diretor de Relações Industriais e Institucionais da FIESC, a iniciativa de Balneário Camboriú será atendida com a instituição de grupo de trabalho para a organização do planejamento perante o PDIC2022 , por meio do Santacine.

 

Encontro Catarina Criativa e Santacine

A BCFilme – Film Commission de Balneário Camboriú, convida agentes culturais e produtores de audiovisual da Região Metropolitana da Foz do Rio Itajaí para o debate com representantes do Santacine e do programa Catarina Criativa.

 Este evento irá trazer o debate com Cadu Somaggio - Coordenador do programa CATARINA CRIATIVA, que está apoiando a criação de novos produtos culturais, principalmente audiovisuais. Será apresentado o Lab Catarina Criativa 2014 que apoiará o desenvolvimento de 40 projetos audiovisuais e promoverá um Encontro com os Canais de TV em SC. Além disso Maurício Venturi, da produtora contraponto e da diretoria do SANTACINE, estará apresentando o Sindicato da Indústria Audiovisual Catarinense e a importância do fortalecimento das instituições de representação para o crescimento da cadeira produtiva estadual.

 O encontro será nesta segunda-feira dia 24 de novembro, no SESC Balneário Camboriú, Av. Central, nº 360, às 09:30 horas.

 

Assembleia Geral Setorial Audiovisual Catarinense

 Balneário Camboriú, através de sua câmara setorial, convocou a próxima ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA - Fórum Setorial Permanente do Audiovisual de Santa Catarina – FSPASC

 A reunião busca criar estratégias para o futuro do audiovisual em Santa Catarina e permite que todo catarinense que procure participar da construção de políticas públicas para o audiovisual do estado, tenha a oportunidade de ter sua opinião ouvida.

 Serão discutidos temas como a Agenda 2015 para a setorial, formação e continuidade de grupos de trabalho, busca de investimentos federais para o audiovisual catarinense e outros.

 Atualmente vêm sido discutida a adesão a chamada pública do FSA que poderá trazer R$ 1,50 (de investumento federal) para cada R$ 1,00 investidos pelo Estado de Santa Catarina. A Prefeitura de Balneário Camboriú fez uma proposta que pode ser somada a proposta do Governo do Estado de SC no valor de 500 mil reais, isso poderá trazer de volta para o estado o valor de 750 mil reais, basta a assinatura da FCC e da SOL para tornar o investimento realidade. O audiovisual catarinense espera ansioso por este investimento.

 

Dia 24/11/2014 às 14:00 na Av. das Flores, 675 - Bairro dos Estados - 88339-130 - Balneário Camboriú – SC (Auditório da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú)

 

“O crescimento do Cinema e Audiovisual em Santa Catarina depende de políticas públicas construídas pela sociedade com o Governo.

É dever da sociedade apontar os caminhos mais eficientes e propor modelos inteligentes e atualizados de gestão dos recursos.”

 

Links Úteis:

 

Convocação Assembleia - http://www.pagina3.com.br/coluna/cineramabc/5429-convoca-o-assembleia-geral-ordin-ria-forum-setorial-permanente-do-audiovisual-de-santa-catarina-fspasc

 

Lab Catarina Criativa - http://www.pagina3.com.br/coluna/cineramabc/5416-lab-catarina-criativa-impulsiona-a-producao-audiovisual-catarinense

 

BC Filme - http://bcfilme.com

Escrito por André Gevaerd, 20/11/2014 às 16h21 | andre@cineramabc.com

publicidade

CONVOCAÇÃO: ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA- Fórum Setorial Permanente do Audiovisual de Santa Catarina - FSPASC

CONVOCAÇÃO:
ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA-
Fórum Setorial Permanente do Audiovisual de Santa Catarina - FSPASC

DATA: 24/11/2014
HORÁRIO: 14:00
LOCAL: Av. das Flores, 675 - Bairro dos Estados - 88339-130 - Balneário Camboriú - SC
(Auditório da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú)

** Transmissão ao vivo na internet ** (maiores informações em breve)

O Fórum Setorial Permanente do Audiovisual de Santa Catarina convoca profissionais, estudantes, pesquisadores e todas as representações do setor para reunião com seguinte pauta:

- AGENDA 2015:
Estabelecer uma agenda e estratégia para o funcionamento do FSPASC.

- CARTA ABERTA:
Dar continuidade aos trabalhos com a Carta Aberta do Fórum Setorial Permanente do Audiovisual de Santa Catarina à nova presidente da Fundação Catarinense de Cultura, ao Secretário de Cultura, Turismo e Esporte e ao Governador.

- COMISSÕES E GRUPOS DE TRABALHO:
Retomar trabalhos e solicitar relatos às comissões e grupos de trabalho.

- POLÍTICAS PÚBLICAS DE APOIO AO AUDIOVISUAL:
Discutir e incentivar a criação de mecanismos como as Film Commissions, Funcines, Fundos Audiovisuais, Empresas de investimento como SP Cine e Rio Filme, entre outros, em Santa Catarina.

- FSA:
Dar continuidade aos editais de incentivo à produção audiovisual em Santa Catarina e a suplementação do FSA.

- REGIMENTO INTERNO:
Revisão e aprimoramento.

// O crescimento do Cinema e Audiovisual em Santa Catarina depende de políticas públicas construídas pela sociedade com o Governo.

É dever da sociedade apontar os caminhos mais eficientes e propor modelos inteligentes e atualizados de gestão dos recursos.

 

Escrito por André Gevaerd, 18/11/2014 às 14h16 | andre@cineramabc.com

publicidade

1 2 3 4 5 6 7 8 9

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie neste site - Normas de Uso
© Desenvolvido por Pagina 3

Endereco: Rua 2448, 360 - Balneario Camboriu - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br