Jornal Página 3
Colunistas
por Saint Clair Nickelle
por Augusto Cesar Diegoli
por Enéas Athanázio
por Marcos Vinicios Pagelkopf
por Caroline Cezar
por Sonia Tetto
Policia

Ele já tinha sido baleado ontem, mas escapou  


Cidade

O clima está tenso entre as forças de segurança há tempos


Policia

 Não é a primeira vez que um guarda municipal armado, fazendo segurança privada fora do expediente, é abordado por PMs.


Justiça

Autores do processo fizeram alegações mentirosas 


Esportes

Lucas Sorín embarca sábado para a China 


Equilíbrio

O assunto ainda rende muitas dúvidas


Cultura

A peça fala sobre meio ambiente e o ingresso é gratuito 


Cultura

A entrada é franca


Policia

Vídeo feito pelos guardas mostra clima tenso em frente à delegacia


Publicidade

Leia a publicação do Convention Bureau 


Tecnologia

A programadora do Página 3 ensina o passo a passo


Em áudio, mulher de Joesley nega versão de delator da J&F

BELA MEGALE
BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Uma gravação aponta que Ticiana Villas Boas, mulher de Joesley Batista, dono da J&F que se tornou delator, negou informações dadas por outro colaborador da empresa, o ex-diretor Ricardo Saud, que atuava como lobista do grupo no Congresso Nacional.

Ela rebateu informações dadas por Saud em relação a um jantar em sua casa em que teria se discutido pagamento de propina para o governador do Rio Grande do Norte, Robson Faria (PSD). No encontro também estaria presente o deputado Fábio faria (PSD-RN), filho do governador.

"É... aquele jantar, imagina só, não tem nada a ver... do que falaram, foi um jantar normal, eu não vi nada de, de, de, dinheiro, de... de nada que beirasse ser ilícito", disse Ticiana em áudio enviado à Patrícia Abravanel, mulher do Fábio Faria que, segundo Saud, estaria presente no jantar.

O material foi protocolado por advogados de Patrícia Abravanel em uma ação civil contra Saud em que ela pede uma multa de R$ 300 mil por danos morais.

"Joesley me falou que é um amigo dele [Saud], é... com uns casais, é... jantar em casa, como tem, praticamente como tinha, praticamente, milhõ..., jantar todo dia na minha casa, com vários políticos, vários empresários, tudo presidente, tudo na minha casa, ia, então, óbvio, não achei nada demais, nada de diferente do que... do que eu tô acostumada e não conversamos nada sobre isso", afirma Ticiana na gravação.
Na audiência de homologação de sua delação premiada, Ricardo Saud disse ao juiz: "Foi um jantar muito elegante. Foi o Fábio Faria com a noiva dele, Patrícia Abravanel, filha do Silvio Santos, o Robinson Faria com a esposa dele, nós todos com as nossas esposas para tratarmos de propina", disse. "Até bacana, né? Todo mundo com as esposas juntos", afirmou, ironicamente.

Na segunda (14), a defesa de Fábio Faria entrará com um pedido no STF (Supremo Tribunal Federal), onde corre o processo dobre suposto beneficiamento ilícito do deputado, para anular a delação de Saud.

"Vamos entrar com pedido juntando o áudio, o laudo comprovando que a gravação é verídica e o pedido de nulidade da colaboração de Ricardo Saud, uma vez que ele foi desmentido pela mulher do maior acionista do grupo J&F que é a Ticiana", afirmou José Luis Lima, advogado de Faria.

Íntegra do áudio de Ticiana, segundo transcrição da petição dos advogados:

"Oi, Pati! Sou eu, Tici. É...tô ligando pra você e mandando essa mensagem pra... te falar do meu apoio, é...que eu tô do seu lado, quer diz(er)... não existe lado nessa história... Mas é assim, eu tô fora do País, já tem um tempo, né, como eu já tinha te falado, e ficou... e optei por não ver notícia, não ver televisão, porque eu tô... péssima, me magoa muito, né, óbvio. Você deve saber tudo o que tá acontecendo aí pelas notícias e tudo. Mas, é... me mandaram, tsc...é... um print de notícias relacionadas a você, que você...que parece que um executivo do... da JBS que falou que cê tava num jantar e num sei o quê de propina, uma loucura total... E que.. e hoje eu recebi (isso foi ontem), hoje eu recebi outro print de que você... não foi print esse, foi uma mensagem dizendo que você vai ter que depor... Então o que eu quero falar é que eu acho um absurdo isso tudo... que tá acontecendo. É... aquele jantar, imagina só, não tem nada a ver... do que falaram, foi um jantar normal, eu não vi nada de, de, de, dinheiro, de... de nada que beirasse ser ilícito. Joesley me falou que é um amigo dele, é... com uns casais, é... jantar em casa, como tem, praticamente como tinha, praticamente, milhõ..., jantar todo dia na minha casa, com vários políticos, vários empresários, tudo presidente, tudo na minha casa, ia, então, óbvio, não achei nada demais, nada de diferente do que... do que eu tô acostumada e não conversamos nada sobre isso. É, conversamos sobre é... o SBT, sobre filho, eu acho que eu tava grávida na época, você logo depois me chamou pra ir pro chá, pro chá de bebê de Pedro, eu fui. Então... então eu quero, seguinte, na prática dizer que se você for chamada pra depor ou se você precisar de qualquer coisa minha, do meu depoimento, que eu fale, eu tô à disposição. Tanto pra falar pra sua família, se você quiser. Se você for chamada pra depor, ou você... ou tiver qualquer tipo de implicação pra você, eu sou sua testemunha de defesa e vou deixar claramente que é um absurdo. Primeiro, que tudo que tá acontecendo aí, que Joesley falou, eu não sabia de nada, é... soube praticamente... um pouquinho antes, mas praticamente junto com todo mundo, na televisão. Então, eu tô assustada com tudo. E esse é... eu imagino que você também não saiba de nada, não sei... bem, não sei nada também, de nada da sua vida, mas... Mas o que eu quero dizer é que eu... eu tô aqui pra o que, o que você precisar e acho que nós somos vítimas de uma coisa que a gente não tem nada a ver. E... e é isso. Gosto muito de você e o que eu puder ajudar pra minimizar aí esse absurdo que aconteceu com você, é o mínimo que eu posso fazer, eu faço."


Sexta, 11/8/2017 16:04.




publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br